LANCE!
16/04/2022
20:54
São Paulo (SP)

O gol do Goiás no empate em 1 a 1 com o Palmeiras neste sábado (16), na Serrinha, em Goiânia-GO, pela segunda rodada do Brasileirão, foi irregular na visão de três comentaristas de arbitragem. Eles expressaram as opiniões em transmissões e programas de TV. 

GALERIA

> ATUAÇÕES: Com Rony em noite de herói, Palmeiras arranca empate no fim

TABELA

> Confira a tabela completa e simule os resultados do Brasileirão!

No lance em questão (veja no vídeo que abre a matéria), o atacante Pedro Raul chutou a bola na pequena área e, antes de ela estufar a rede palmeirense, o meia Caio Vinícius deu um carrinho que acabou acertando Weverton. O goleiro pediu falta na jogada.

Após revisão no VAR, comandado por Daniel Nobre Bins, o gol foi validado pelo árbitro Bráulio da Silva Machado, gerando inúmeras reclamações do lado alviverde.

Confira todas as opiniões sobre o gol do Goiás na partida:

– Foi falta, o gol tinha que ser anulado. A bola ainda não tinha entrado no gol quando tem o contato no goleiro. Ele não toca na bola. Só seria o gol se a bola tivesse ultrapassado a linha. A falta aconteceu antes – Sálvio Spinola, comentarista de arbitragem da TV Globo.

- O jogador que divide com o Weverton não toca a bola e acerta o peito dele. Foi falta - Renata Ruel, analista de arbitragem da ESPN.

- O gol foi irregular. O Pedro Raul chuta a bola, já o Caio, que é o jogador que divide com o Weverton, não toca nela. Ele toca com o joelho no peito do goleiro do Palmeiras. Dá pra ver o Weverton no chão e isso é falta. Foi falta antes da bola entrar no gol. Braulio marcou e o VAR não interveio incorretamente - Carlos Eugênio Simon, analista de arbitragem da ESPN.

- Infelizmente sofremos o gol. Acabei de ver o lance e o atacante só pega o Weverton, mas a gente sabe que o justo tem que decidir - Rony, atacante do Palmeiras.

- Acho que começam a ser situações a mais contra o Palmeiras, só isso que tenho a dizer.  O jogador toca na bola e depois no Weverton. Eu não vi ninguém tocar na bola. Infelizmente, isso nos tira pontos. Isso é muito sério, estamos a falar de dinheiro e profissionalismo. Trabalhamos diariamente para chegar aqui e vermos a verdade esportiva. Eu só quero que não nos prejudiquem - Abel Ferreira, técnico do Palmeiras.

- Não sei se encostei ou não na bola, foi tudo muito rápido. Mas foi um gol legal. E independente de quem tenha feito, acredito que é bom para o grupo e o time - Caio, autor do gol do Goiás.

- Eu não posso falar, porque não vi, mas polêmico foi o lance do gol do Palmeiras, em que eu tiro a bola de soco e o Gómez só me atinge. É uma coisa que fica difícil de explicar, porque se a gente fica falando aqui leva um tom de desculpa. Mas, quem assistiu viu e sabe analisar que tomei uma porrada. Foi falta - Tadeu, goleiro do Goiás.

- Todo mundo tem o direito de reclamar. Abel reclama do lance do nosso gol, eu reclamo do gol deles, pois foi falta no Tadeu. O importante é que as duas equipes jogaram bem, fizeram um bom jogo. Cumprimos o que prometemos fazer - Jair Ventura, técnico do Goiás.

Braulio Machado
Bráulio Machado foi o árbitro da partida e decisão dividiu opiniões (Foto: Cesar Greco/SE Palmeiras)

Clique aqui e ganhe R$50 para jogar no Galera.bet