Abel Ferreira x Goiás

Abel Ferreira ficou na bronca após o empate em 1 a 1 diante do Goiás (Foto: Cesar Greco/SE Palmeiras)

LANCE!
16/04/2022
20:19
São Paulo (SP)

Após o empate em 1 a 1 com o Goiás, no Estádio da Serrinha, em Goiânia-GO, pela segunda rodada do Brasileirão, o treinador do Palmeiras, Abel Ferreira, ficou na bronca com a arbitragem da partida. Em coletiva, o português disse que é uma situação séria que não deve se repetir contra o Verdão.

GALERIA

> ATUAÇÕES: Com Rony em noite de herói, Palmeiras arranca empate no fim

TABELA

> Confira a tabela completa e simulador do Brasileirão!

- Acho que começam a ser situações a mais contra o Palmeiras, só isso que tenho a dizer. Há um VAR que existe, as imagens são claras. O jogador toca na bola e depois no Weverton. Eu não vi ninguém tocar na bola. Infelizmente, isso nos tira pontos. Aos treinadores, custa caro. Quando o treinador não ganha, vai embora. Quando não se apresenta resultados, despedem os treinadores. Isso é muito sério, estamos a falar de dinheiro e profissionalismo. Trabalhamos diariamente para chegar aqui e vermos a verdade esportiva. Eu só quero que não nos prejudiquem - disse Abel.

O comandante alviverde reclamou que o gol do Esmeraldino não tenha sido anulado por conta de uma falta em Weverton no lance. Por fim, Abel disse que o Palmeiras deveria ter saído com a vitória.

- Hoje, de forma regular, nós fizemos um gol. De forma irregular, o nosso adversário fez um gol. Ficou 1 a 1, e esses pontos ninguém nos vai dar. Em condições normais, nós deveríamos ter levado os três pontos - concluiu.

Clique aqui e ganhe R$50 para jogar no Galera.bet