Bauermann e Moisés fizeram o gesto tradicional sobre o país fictício Wakanda

Bauermann e Moisés fizeram o gesto tradicional sobre o país fictício Wakanda-(Mourão Panda/América-MG)

Valinor Conteúdo
29/08/2020
22:26
Belo Horizonte

O ator Chadwick Boseman, mundialmente famoso pelo personagem “Pantera Negra”, morto na sexta-feira, 28 de agosto, vítima de um câncer no cólon, com o qual lutava há quatro anos, recebeu uma homenagem no jogo Cruzeiro e América-MG, pela sexta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, com 2 a 1 do Coelho sobre a Raposa.

O zagueiro Eduardo Bauermann, autor do primeiro gol do Coelho no jogo, fez o famoso gesto que simboliza o país fictício Wakanda ao lado do parceiro de zaga, Messias, na comemoração do tento americano.

Além de Pantera Negra, Chadwick fizera vários filmes de sucesso, incluindo uma cinebiografia do ex-jogador de beisebol, Jack Robinson, “A história de uma lenda”, de 2013, que foi o primeiro negro a jogar na MLB, principal liga do esporte nos EUA. #wakandaforever.