Lucão em lance de jogo  (Fotos: Prensa FeVA)

Lucão é titular da Seleção Brasileira  (Fotos: Prensa FeVA)

Daniel Bortoletto
07/08/2016
14:45
Rio de Janeiro

A bruxa está solta na Seleção masculina de vôlei. Neste domingo, durante a vitória sobre o México por 3 a 1, o central Lucão sentiu dores no joelho direito e passou a ser dúvida para a próxima partida, na terça-feira, contra o Canadá. Para piorar, o técnico Bernardinho já não conta com o também central Maurício Souza, que sentiu uma contratura muscular na coxa na quinta-feira e ainda não tem previsão concreta de retorno ao time.

- Cai apenas sobre a perna direita e senti o tendão, deu uma fisgadinha. Espero que não seja nada grave. Que seja apenas a boa e velha tendinite! - explicou Lucão, após a partida.

Lucão tentou minimizar a lesão, ainda sem ter um diagnóstico do problema:

- Atleta convive com dor, vou fazer exame e ver o que está acontecendo. Fazia tempo que o joelho não me incomodava.


À noite, a Confederação Brasileira (CBV) revelou que o jogador fez uma ressonância e nenhuma lesão foi detectada. Ele já iniciou o tratamento, mas ficará fora do treinamento do time nesta segunda-feira.  A presença em quadra na próxima partida ainda é incerta.

Na entrevista coletiva após o jogo, Bernardinho admitiu a maré de azar, mas preferiu não lamentá-la:

- Tenho que trabalhar com as armas que tenho. Não existe drama. Vamos buscar uma solução. Se precisar vamos improvisar, é do jogo. Infelizmente aconteceu com a gente - comentou o treinador.

Bernardinho disse contar com Maurício Souza a partir da terceira ou quarta rodadas da primeira fase. Assim ele afasta ter o central diante do Canadá, na terça. Caso não possa escalar Lucão, ficará apenas com Eder como meio de rede, sendo obrigado a improvisar um segundo central.

- Já tenho uma ideia, mas não é conveniente falar e vocês colocarem no jornal - falou o técnico.

Lucão, bem-humorado, deu uma sugestão:

- Vai ter que jogar o William no meio - brincou, citando o levantador de 1,85m, baixo para os padrões do vôlei.