queda ciclovia rio de janeiro

Um trecho de 50 metros da Ciclovia Tim Maia desabou nesta quinta-feira, no Rio (Foto: José lLcena/FuturaPress)

LANCE!
21/04/2016
15:36
São Paulo (SP)

A manhã no Rio de Janeiro acordou mais triste. Pelo menos duas pessoas morreram após o desabamento de um trecho da Ciclovia Tim Maia, obra de infraestrutura construída para a Olimpíada, em agosto, e inaugurada em janeiro desse ano. O local é considerado um dos legados dos Jogos.

Por volta das 11h desta quinta-feira, uma forte ressaca fez com que uma onda se chocasse com a estrutura suspensa da ciclovia. Assim, um trecho de 50m de comprimento não resistiu e caiu no mar, na Avenida Niemeyer, na altura do Castelinho.

Uma das vítimas, o engenheiro Eduardo Marinho Albuquerque, de 54 anos, já foi identificada, enquanto a outra ainda não foi reconhecida. O corpo de bombeiros segue em busca de um possível terceiro corpo.

Até o fechamento desta matéria, não foi confirmado o real motivo do desabamento do trecho. O secretário municipal de Governo Pedro Paulo Carvalho afirmou, em entrevista ao jornal "O Globo", que é prematuro dizer que a causa do acidente foi uma falha na construção.

- É hora de os engenheiros avaliarem e fazerem um laudo. Estamos apurando as causas e falando com a empresa que construiu a ciclovia. Todos os cálculos que foram feitos serão revistos. Estamos com técnicos da GeoRio para identificar esse acidente, que não estava previsto. É claro que há suspeita para saber se a ciclovia é segura ou não. Não há previsão de reabertura. A prefeitura vai cobrar - disse Paulo.

A ciclovia foi inaugurada em janeiro desse ano, e custou R$ 44,7 milhões. Ao todo, o espaço tem 3,9 quilômetros de extensão, e liga as regiões do Leblon a São Conrado, dispondo de 11 acessos.