David Lee é meio de rede e capitão da seleção dos EUA (Foto: Pedro Ugarte)

David Lee é meio de rede e capitão da seleção dos EUA (Foto: Pedro Ugarte)

Igor Siqueira
12/08/2016
07:10
Rio de Janeiro (RJ)

Como 2016 é ano eleitoral, o capitão da seleção de vôlei dos Estados Unidos, David Lee, fez uma promessa logo após a vitória sobre o Brasil, no Maracanãzinho:

- Eu queria dizer que eu vou tirar foto com cada um que vier a esse ginásio com a camisa do Fluminense. Se eu vir ou me pararem, vou tirar foto.

A promessa de Lee já poderá ser cumprida no próximo sábado, quando os americanos - que, ao baterem o time de Bernardinho, continuaram vivos nos Jogos Olímpicos - vão enfrentar a França, às 17h, no mesmo Maracanãzinho.

Lee virou um apaixonado pelo Fluminense desde 2015, quando esteve no Rio de Janeiro e passou por uma experiência que ele considera inesquecível.

- Depois da fase final da Liga Mundial, ficamos uma semana no Rio de férias. Quando estávamos aqui, nosso guia na ocasião disse que tinha ingressos e perguntou se queria ir a um jogo, era o Fla x Flu, o clássico. Eu comprei uma camisa e apoiei o time. Alguns dias depois, esse guia que trabalhava para (a assessoria de imprensa) o Fluminense me levou ao centro de treinamento (Laranjeiras), conheci os jogadores, Fred, ele me deu uma camisa autografada. Daquele dia em diante virei torcedor do Fluminense. Fico feliz sempre que encontro algum torcedor - explicou o camisa 4 ao LANCE!.

O meio de rede dos Estados Unidos se impressionou com a torcida tricolor.

- A atmosfera foi incrível. "Vamos, Vamos tricolor". Foi maravilhoso - contou ele, arriscando o canto em português.

David Lee ainda relatou uma situação inusitada que viveu por circular no Rio com a camisa do Fluminense.

- Tem um bar perto do hotel em que estamos, que tem boa comida, e eu fui lá uma vez com uma camisa do Fluminense que me deram, número 4 e com o nome Lee. E um pessoal falou: "Se você usar essa camisa de novo, vamos queimá-la, porque todo mundo aqui é torcedor do Flamengo". Eu sei que é uma brincadeira, mas os torcedores de futebol são muito apaixonados - comentou o meio de rede, que comemorou a vitória sobre o Brasil:

- Ainda estamos vivos.