Pai carrega filho no colo no jogo entre Flamengo x Palmeiras

Torcida carrega filho no Mané Garrincha (Foto: Reprodução/Vídeo)

LANCE!
06/06/2016
15:05
São Paulo (SP)

Eudes Pedro, auxiliar técnico do Palmeiras, convidou o jovem torcedor do clube atingido por gás de pimenta no estádio Mané Garrincha a visitar a Academia de Futebol. A cena do menino sendo carregado pelo pai durante o confronto entre palmeirenses e flamenguistas marcou o jogo de domingo, em Brasília (DF).


O spray foi jogado por policiais militares para conter membros das torcidas organizadas do Verdão, que tentaram invadir um setor de rubro-negros.  O restante da torcida, incluindo crianças, passava pelos corredores e fugiu desesperada para retornar aos assentos. Até os jogadores se sentiram mal e o jogo foi atrasado em 15 minutos.

Durante a confusão, foi visto o pai palmeirense tirando o filho com necessidades especiais do local, chorando. Um membro do atendimento do estádio, usando uma máscara por conta do gás de pimenta, carregou a cadeira de rodas do menino. 

Por conta do problema, Flamengo e Palmeiras serão enquadrados pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nos artigos 211 e 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), além do artigo 64 do Regulamento Geral de Competições. Ou seja, a pena máxima é dez partidas sem torcida e/ou tendo que mandar jogos longe de casa.