Victor Ramos (Foto: Divulgação)

Victor Ramos voltou ao Vitória e clube enfrenta problema por escalação (Foto: Divulgação)

RADAR/LANCE!
08/04/2016
12:55
Salvador (BA)

Devido a polêmica que envolve a escalação do zagueiro Victor Ramos, do Vitória, na partida contra o Flamengo de Guanambi, pela volta das quartas de final do Campeonato Baiano, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) decidiu acatar parcialmente o mandado de garantia feito pelo Bahia, na última terça-feira, e suspendeu as realizações do jogos entre Juazeirense e Vitória, marcada para os dias 4 e 21 deste mês, pelas semifinais da competição.

A decisão foi anunciada na noite desta quinta-feira, quando o Caio César Rocha, presidente do STJD, afirmou haver indícios de que a transferência de Victor, que pertence ao Monterrey, do México, mas que chegou ao Vitória, emprestado, após passagem pelo Palmeiras, tenha sido feita burlando as regras da Fifa.

O STJD deixou a cargo do TJD, da Bahia, a decisão de manter ou não a suspensão das partidas. o Tribunal baiano já havia decidido por arquivar o processo movido pelo Bahia e pelo Flamengo de Guanambi, que pediram eliminação do Rubro-Negro da disputa, pois alegam que Victor foi inscrito vindo do exterior, quando o prazo para este tipo de transferência para a disputa do estadual já havia se encerrado.

- Os fatos narrados são, ainda que num exame superficial, bastante relevantes, e a questão não pode ser menosprezada, pois envolve pontos graves que dizem respeito à boa governança desportiva, não só a nível nacional, como também internacional. Há indícios de burla ou ao menos inobservância de normas expressas e diretas da Fifa – normas de observância obrigatória por parte de seus associados. (...) De fato, estão presentes aqui o caráter de excepcionalidade, dada a circunstância absolutamente peculiar do caso analisado, além de tratar de tema cuja análise é de palmar importância e verdadeiro interesse para o desporto, especialmente porque presente manifesto risco de descumprimento de normativas internacionais atinentes ao regime de registro e transferência de atletas - diz um trecho da nota do STJD.

- Suspendeu a partida. Só a do Vitória. Agora tem que distribuir para comissão disciplinar, para colocar na pauta. O prazo depende do critério de distribuição, mas acho que será rápido. O caso está em urgência - disse o diretor do departamento jurídico do Bahia, Victor Ferraz, ao site "Globoesporte.com".