Dunga - Seleção Brasileira (Foto: Guilherme Amaro)

Dunga diz que pressão por resultados no futebol é normal (Foto: Guilherme Amaro)

RADAR/LANCE!
16/11/2015
18:36
Salvador (BA)

Dunga chega para o último jogo da temporada sem convencer a crítica e a torcida. O desempenho regular neste início de Eliminatórias (quatro pontos em três jogos) aliado aos histórico recente da Seleção também não ajudam na simpatia com o torcedor. Além disso, um tropeço diante do Peru, nesta terça-feira, em Salvador, pode aumentar ainda mais a pressão sobre o trabalho do treinador brasileiros.

Questionado na coletiva de imprensa se temia pelo futuro em caso de resultado negativo diante dos peruanos, Dunga mostrou naturalidade e declarou que a situação e normal:

- Ameaçado? Isso é o futebol. É normal a cobrança em todas as profissões. A gente comenta e trabalha  alongo prazo. Ameaçado é um pouco forte. O jornalista que não faz um bom trabalho se sente ameaçado, não é? 

O treinador ressaltou também o fato da quantidade de jogadores que atual no Brasil na delegação. Na avaliação de Dunga, o fato merece ser valorizado, uma vez que não era comum uma presença tão expressiva no passado recente.

- Importante é ver jogos onde tem brasileiros e acompanhar. Como ele está naquele momento físico e tecnicamente. Por isso acompanho e temos tantos jogadores que atuam aqui. Que eu me lembre fazia tempo que não tinha  tantos jogadores convocados que atuam no Brasil - disse.


Outro ponto questionado pelos jornalistas foram as quantidades de treinos fechados comandados pelo treinador nos últimos compromissos da Seleção. Dunga explicou que o objetivo é que o grupo tenha uma concentração maior nas atividades realizadas:

- Ter privacidade. Vou dar exemplo. O jogador presta atenção no que o treinador fala, mas lá fora tem alguém gritando e ele perde a concentração.