Jadson Corinthians

Camisa 10 do Corinthians, Jadson já marcou cinco gols nesta edição da Copa Libertadores (Daniel Augusto Jr)

LANCE!
24/05/2018
08:00
São Paulo (SP)

Artilheiro do Corinthians nesta edição da Copa Libertadores, com cinco gols anotados, o meio-campista Jadson tem seu objetivo traçado para o jogo contra o Millonarios, da Colômbia, nesta quinta, às 21h30. Embora o Timão precise de apenas um empate para conquistar a primeira colocação do Grupo 6 da fase de grupos da Copa Libertadores sem depender do jogo entre Independiente e Deportivo Lara, o camisa 10 pede foco total de seus companheiros na partida. Afinal, a meta é conquistar a melhor campanha possível nesta etapa da competição continental, já que esse será critério de mando de campo no mata-mata. 

Com dez pontos ganhos em 15 disputados, o Corinthians pode somar mais três à sua conta e ultrapassar o Libertad entre os melhores primeiros classificados. Os paraguaios terminaram a primeira fase com 13 pontos e seis gols de saldo. Como o Timão tem saldo superior (sete), uma vitória colocaria o time de Osmar Loss com a terceira melhor campanha geral do torneio, atrás de Palmeiras (1°) e Grêmio (2°).

A classificação na fase de grupos é determinante para o futuro do clube de Parque São Jorge na competição. Isto porque, de acordo com o regulamento desta edição da Copa Libertadores, a posição na fase inicial é que determinará o mando de campo nos jogos de mata-mata. Nas oitavas de final, o Corinthians encara um dos oito segundos colocados, que serão definidos em sorteio na sede da Conmebol, no dia 4 do mês que vem.

Para as etapas seguintes (quartas, semis e final), os pontos não serão mais computados. A Conmebol levará em consideração apenas a posição de cada equipe na fase de grupos, independente do desempenho no mata-mata.  Por isso, Jadson tem o discurso na ponta da língua. 

- Sabemos como a Libertadores é complicada e todo o elenco está de parabéns pelos últimos resultados. Estou trabalhando firme e fico muito feliz por estar conseguindo ajudar o time. Já estamos classificados, mas ainda não garantimos a liderança do grupo e temos que vencer esse jogo. A partida também é muito importante para nosso futuro na competição. Nosso objetivo é melhorar a pontuação geral para poder decidir o maior número de mata-matas diante da nossa torcida, que sempre nos empurra demais - afirmou o meia.

Jadson também aproveitou para agradecer a confiança do técnico Fábio Carille, que aceitou a proposta do Al Wehda, da Arábia Saudita.

- Eu só tenho a agradecer por tudo o que o Carille fez por mim. Foi ele quem pediu o meu retorno, ele quem confiou em mim e, nesse período em que trabalhei com ele como técnico, pude aprender muitas coisas. O Carille já provou toda a sua competência e tenho certeza absoluta de que fará muito sucesso na carreira - disse Jadson.​