Renan Dal Zotto durante apresentação no Taubaté

Renan foi campeão da Superliga 2018/2019 (Renato Antunes/Maxx Sports)

Web Vôlei
22/05/2020
20:27
São Paulo

Renan Dal Zotto decidiu abrir mão do cargo de gestão que assumiria no EMS/Taubaté para a temporada 2020/2021. A decisão foi comunicada ao prefeito da cidade, Ortiz Júnior, na semana passada, e oficializada hoje.

Segundo ele, a decisão foi tomada para desonerar o Taubaté dos salários, em um momento já complicado de todos os times após diminuição do investimento dos patrocinadores neste momento de pandemia do coronavírus. Já era certo que Renan deixaria de ser técnico, sendo substituído pelo argentino Javier Weber. A quarentena, forçando o encerramento dos torneios de clubes e o cancelamento da temporada de seleções, acelerou a medida mais drástica.

Em contato com o Web Vôlei, Renan antecipou que se colocará à disposição de todos os clubes para tentar ajudar na captação de novos investidores.

- Neste momento, pretendo ajudar a todos que precisarem. Já tenho falado com os clubes e estou me colocando à disposição para conversar com patrocinadores, buscar investidores, estar presente em reuniões. Preciso ajudar a todos agora, pois os impactos no vôlei estão sendo enormes - disse Renan, citando o complicado cenário do masculino, com poucos clubes já com orçamento para montar elencos para a temporada 2020/2021.

Além deste auxílio institucional, Renan passará a cuidar exclusivamente da Seleção masculina na preparação para os Jogos de Tóquio, em 2021.

- Terei tempo para acompanhar de perto os jogadores. Teremos um êxodo grande de atletas para o exterior e precisarei estar vendo todos de perto - finalizou Renan, campeão da Superliga da temporada 2018/2019 com o Taubaté.

Neste mês, alguns selecionáveis já anunciaram transferências para o exterior. O oposto Wallace está a caminho do Spor Toto, da Turquia, o central Flávio defenderá o Aluron, da Polônia.