Fla x Flu Carioca de vôlei

Fluminense aproveitou apoio da torcida e se classificou em primeiro para a final (Foto: Jonas Moura)

Jonas Moura
10/11/2018
19:55
Rio de Janeiro (RJ)

Com mais experiência e investimento do que o rival, o Fluminense venceu o Flamengo neste sábado, nas Laranjeiras, e assegurou vaga na decisão do Campeonato Carioca de vôlei feminino. O Tricolor levou a melhor por 3 sets a 1, com parciais de 25-14, 22-25, 25-15 e 25-15, e avançou em primeiro. O título será decidido contra o Sesc RJ, na segunda-feira, às 20h, no Ginásio do Tijuca Tênis Clube. O ingresso será a troca por 2kg de alimentos não-perecíveis

Os objetivos dos times no momento são distintos, embora a tendência seja uma rivalidade cada vez maior na categoria adulta, como já acontece na base. O Fluminense disputa a partir de semana que vem sua terceira Superliga. O Flamengo, por sua vez, se prepara para a Superliga B, divisão de acesso à elite, a partir de janeiro. 

A rivalidade entre os dois finalistas aumenta a cada temporada. No ano passado, o Sesc RJ, que lutará pelo 14º título, faturou o estadual ao derrotar o Fluminense. Na edição de 2016, o Tricolor ficou com a taça. Agora, vai atrás da 26ª na competição. 

O primeiro set foi de domínio tricolor. Com Thaisinha e Pri Daroit inspiradas nos ataques pela ponta, o elenco do técnico Hylmer Dias ditou o ritmo, foi eficaz nos contra-ataques e quebrou por diversas vezes a recepção rubro-negra. 

O Flamengo, porém, cresceu na segunda parcial, incentivado pelas broncas do técnico Alexandre Dantas. Um bloqueio de Angélica em Pri Daroit deixou a disputa empatada, em 20 a 20. A oposto Natasha Valente, a ponteira Nayara e a central Nandyala, do Rubro-Negro, mostraram personalidade. O Flu viu um rival mais corajoso e não evitou a derrota, após ataque de Pri Daroit para fora. 

O Flamengo voltou animado para o terceiro set, mas o Fluminense recuperou a concentração e abriu 16 a 9, após uma sequência de saques de Letícia Hage. O técnico rubro-negro tentou trocar peças, mas não adiantou. As donas da casa garantiram a classificação para a decisão ao fazerem 2 a 1, com um ponto de saque de Larissa. 

O quarto set foi fácil para as mandantes. Joycinha manteve o bom aproveitamento e Pri Daroit pressionou as adversárias com seu saque. Após uma largada de Thaisinha, a equipe abriu 11 a 5. No Fla, a levantadora Rafaela, que defendia o Tricolor na última temporada, fez de tudo para variar o jogo com as centrais. As visitantes reduziram a desvantagem para três pontos. Mas prevaleceu a experiência do Flu, que errou menos, se aproveitou dos buracos deixados pelo bloqueio adversário e fechou a partida, após ataque de Letícia.