Curitiba Vôlei - Feminino

Curitiba ainda tem situação analisada pela CBV (Foto: Diego Wladyka)

Web Vôlei
21/07/2020
19:40
São Paulo

A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) comunicou, nesta terça-feira, que a situação de duas das três equipes que apresentaram pendências na regularidade financeira em reunião realizada na última quarta-feira está regularizada. América Vôlei (MG) e EMS Taubaté Funvic (SP) estão em dia com a documentação. Porém, o Curitiba Vôlei (PR) ainda segue em aberto.

A equipe mineira apresentou comprovante de quitação do único atleta que estava pendente até o momento, o líbero Kachel. O time de Taubaté também contava com uma única pendência, e o clube enviou documentação de quitação, dentro do que foi solicitado pela CBV, após acerto com Leandro Vissotto.

Já o Curitiba Vôlei apresentou documentação de todas as atletas dentro do prazo estabelecido, mas, diante de uma divergência entre uma atleta e o clube, o jurídico da CBV segue analisando o caso.

A CBV não diz o nome da atleta, mas provavelmente é a líbero Aninha, que recentemente foi a público denunciar que não teve todos os salários quitados pela diretoria do clube. A diretora Gisele Miró, no entanto, contestou as acusações e disse que iria processar a jogadora e que tinha como comprovar o pagamento dos salários.

A lista com os clubes confirmados na Superliga Banco do Brasil masculina e feminina de vôlei 2020/2021 será divulgada no dia 31 de julho, de acordo com a CBV.