Otávio e Lucarelli, do Funvic Taubaté

Otávio e Lucarelli foram titulares do Taubaté (Wander Roberto/Inovafoto/CBV)

Web Vôlei
07/04/2019
00:04
São Paulo

O EMS/Taubaté não se intimidou com a torcida contra, nem com o fato de estar enfrentando o atual campeão da Superliga fora de casa e, com autoridade, derrotou o Sada/Cruzeiro por 3 sets a 1 – parciais de 30/28, 25/19, 22/25 e 26/24 -, em 2h02 minutos de partida, na noite deste sábado, no Ginásio do Riacho, em Contagem (MG), fazendo 1 a 0 na série melhor de cinco das semifinais da competição.

O segundo confronto será na próxima terça-feira, às 21h30, no Ginásio do Abaeté, em Taubaté (SP), com transmissão pelo SporTV. Mais cedo, em São Paulo, o Sesi-SP derrotou o Sesc RJ por 3 a 0 e também saiu na frente nos playoffs. O segundo confronto será na terça, às 19h, no Ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro (RJ).

O ponteiro Lucarelli, do Taubaté, e o oposto Evandro, do Sada/Cruzeiro, terminaram o jogo como maiores pontuadores do confronto, com 21 pontos cada um. O jogador do time paulista, com 64% dos votos, foi eleito o melhor em quadra e faturou o Troféu VivaVôlei.

- A gente sabia que seria pedreira, mas o nosso time como um todo jogou bem demais. A gente suportou bem a pressão do saque deles, que foi o que faltou no nosso último confronto. Um jogo de semifinal é um jogo de xadrez, o que você puder anular os pontos fortes do adversário, tem de fazer. E acho que a gente conseguiu isso hoje - disse Lucarelli, que é natural de Contagem (MG) e dedicou o VivaVôlei para a mãe, Dona Ana Rosa, que estava no ginásio prestigiando o filho.

O oposto Leandro Vissoto, com 14 pontos e o central Lucão, com 13, foram outros destaques do Taubaté. O argentino Conte também foi importante principalmente no fundo de quadra, e marcou 8 pontos.

Pelo Cruzeiro, Isac e Sander marcaram 15 pontos cada um. Rodriguinho marcou 11 e Le Roux, 9.

O saque foi o grande herói e vilão do confronto para os dois times. No total foram 29 erros de saque do Cruzeiro contra 18 do Taubaté. A equipe paulista marcou 11 pontos de bloqueio, contra 6 do rival mineiro.

O central Isac, do Cruzeiro, lamentou os erros:

- A gente sabe que a proposta do jogo é a gente sacar bem. Em alguns momentos a gente não conseguiu e comprometeu o set. Quando a gente sacou melhor a gente venceu o set. Tem coisas a ajustar. Parabéns ao Taubaté que pegou bolas difíceis. Isso mostra a garra do time. Mas vamos com tudo no jogo lá. A gente errou muito, errou bloqueio, bolas de contra-ataque para matar e acabou rifando a bola para fora direto. Faz parte de um jogo desse nível, mas não errar muito é crucial - disse Isac.