Comemoração do Sesi na Vila Leopoldina

Comemoração do Sesi na Vila Leopoldina (Amanda Demétrio/Sesi)

Web Vôlei
06/04/2019
20:55
São Paulo

O melhor time da fase de classificação da Superliga Cimed masculina de vôlei deu nova prova do grande momento vivido na temporada 2018/2019.

Na noite deste sábado, no Ginásio da Vila Leopoldina, em São Paulo, o Sesi abriu a semifinal em melhor de cinco contra o Sesc com vitória por 3 sets a 0, parciais de 25-23, 25-23 e 25-19.

O segundo duelo da série está marcado para a próxima terça-feira, no Ginásio do Tijuca, no Rio de Janeiro.

O ponta Lucas Lóh foi eleito pelo público o melhor do jogo e levou o Troféu VivaVôlei para casa. Ele anotou oito pontos, com 60% de eficiência no ataque e mais 72% de acerto no passe.

Alan e Lipe, com 12 pontos cada, lideraram o time paulista na pontuação. Gustavão veio a seguir, com 11, quatro deles no bloqueio. Pelos cariocas, Maurício Borges também somou 11, um a mais do que Wallace e Penchev.

Nos dois primeiros sets, o Sesi mostrou uma diferença fundamental em relação ao Sesc: ser preciso nos momentos decisivos. O time carioca conseguiu levar as duas parciais com equilíbrio até os pontos finais. Mas em ambas sucumbiu. Motivos?

O Sesi demonstra em toda a temporada uma regularidade maior do que o Sesc. E isso voltou a acontecer neste sábado.

Sabe aquela palavrinha que todos os técnicos e jogadores usam neste momento do campeonato? “Detalhe”. Faltou ao Sesc e sobrou ao Sesi.

Um apoio de bola para contra-atacar longe da rede, falta de paciência para explorar um bloqueio, dois toques em um levantamento… Errinhos assim, em um jogo parelho como foi nos dois primeiros sets, pesou contra a equipe de Giovane Gávio.

Depois de abrir 2 a 0, o Sesi demonstrou outra característica das equipes de Rubinho: volume de jogo. Recuperou mais bolas, teve a distribuição sempre precisa de William e assim fechou o jogo com tranquilidade: 25 a 19, após um erro de ataque do búlgaro Penchev.

“Surpreendeu (o placar da semifinal). A gente esperava fazer um 3 a 2 contra o Sesc”, admitiu Lucas Lóh ao SporTV.

SESI: William, Alan, Lipe, Lucas Lóh, Gustavão, Éder e Murilo (líbero). Entraram: Pureza, Franco, Evandro e Barreto. Técnico: Rubinho

SESC: Thiaguinho, Wallace, Maurício Borges, Penchev, Maurício Souza, Tiago Barth e Tiago Brendle (líbero). Entraram: Alexandre, Everaldo, PV, Aracaju. Técnico: Giovane Gávio.