Andre/George

Seleção Brasileira não passa das quartas de final da competição (Foto: Divulgação)

LANCE!
06/07/2019
14:10
Hamburgo (ALE)

Das oito duplas brasileiras, sendo masculinas e femininas, nenhuma sequer ultrapassou das quartas de final. Com isso, o Brasil teve o pior resultado da história do Circuito Mundial de vôlei de praia. Desde 1997, quando o torneio teve sua primeira edição, os brasileiros tinham saído sem pelo menos um pódio.

Em 2007, a Seleção Brasileira tinha feito o pior desempenho da competição. Foi o bronze de Larissa e Juliana em Gstaad, na Suíça. Lembrando que o país é o maior medalhista do torneio, com 31 medalhas, logo em seguida, os Estados Unidos, com 16. 

A última dupla a se despedir foi André/George. De virada, os dois foram superados pelos americanos Bourne e Crabb. Derrota por 2 sets a 1, com as parciais 16/21, 21/15 e 17/15, selou a eliminação do país na disputa por uma medalha. 

- Tem um sabor muito amargo. Tivemos tudo nas mãos para sair com a vitória hoje. Não estamos satisfeitos com o resultado, porque sabíamos que tínhamos condições de ir mais longe. Uma derrota assim dói muito, mas faz crescer muito também. Teremos outros Mundiais pela frente e voltaremos mais fortes - disse André.

Na última sexta-feira, o Brasil já havia perdido Fernanda Berti e Bárbara Seixas, que foram derrotadas pelas suíças Nina Betschart e Tanja Hüberli e encerraram também a participação feminina. Esta foi a primeira vez em que o país não conquistou medalhas na história do Circuito Mundial de vôlei de praia.