Brasil x Chile - Sub20

CHILE 1x0 BRASIL (Foto: CLAUDIO REYES / AFP)

LANCE!
23/01/2019
22:33
Rancagua (CHI)

A Seleção Brasileira Sub-20 deixou a classificação no Sul-Americano para a última rodada do Grupo A. Nesta quarta-feira, a Amarelinha sofreu com o bom toque de bola do anfitrião Chile, que venceu por 1 a 0, em Rancagua. Com o resultado, o Canarinho fica com quatro pontos, fica na terceira posição e acaba com sua invencibilidade. Do outro lado, La Rojita também soma quatro, na segunda colocação. O gol de honra foi marcado por Morales. 

Milagres!
Os ataques de Brasil e Chile - mesmo que poucos - deram trabalho para os goleiros. La Roja teve a primeira chance de balançar as redes, com Iván Morales, que apareceu livre diante de Phelipe para defender com pé esquerdo. Mas o goleiro chileno Luis Ureta fez melhor, com três defesas. Primeiro, em chute da entrada da área de Igor. Papagaio tentou no rebote, mas também viu a defesa. Por fim, o goleiro evitou o gol de Rodrygo, na pequena área.


Preocupa

Carlos Amadeu escalou três novidades para o jogo. Um deles, Papagaio cometeu falta em Sepulveda e em seguida torceu o pé esquerdo ao cair no chão. Com isso, o jogador do Palmeiras foi substituído para a entrada da promessa do Flamengo, Lincoln. 

Ducha de água fria!
O Brasil teve dificuldades para conseguir chegar ao ataque, assim, os adversários aproveitaram para dominar o jogo. Diego Valencia é lançado na área, bateu cruzado. A bola chegou a Morales, que só precisou empurrar para o gol para abrir o placar. O Canarinho sofreu o segundo gol em três jogos. Pela primeira vez, ficou atrás do placar e desceu para o intervalo em desvantagem.

Erros e pouca criatividade
A Seleção Brasileira adiantou seus jogadores para tentar balançar as redes, o que proporcionou contra-ataques para o Chile. Além disso, a transição para o ataque estava lenta, com erros de passes e pouca criação. Deste modo, La Rojita assumiu o comando do duelo. Mesmo com a pressão feita pelo Brasil nos minutos finais comandada por Jonas Toró, que entrou no segundo tempo. 

Missão de sexta-feira 
Os clubes têm confrontos totalmente diferentes. O Brasil encara a Bolívia, já eliminada, na sexta-feira, às 18h10 (horário de Brasília), e precisa de apenas um empate para ir à próxima fase da competição. O Chile, por sua vez, enfrenta a Colômbia, que ainda luta por uma vaga na próxima fase do Sul-Americano, às 20h30 (horário de Brasília)