Brasil x Chile

Paquetá fez o gol da vitória com assistência de Neymar no segundo tempo (FOTO: CARL DE SOUZA / AFP)

Vinícius Faustini
02/07/2021
23:04
Rio de Janeiro (RJ)

A Seleção Brasileira passou por apuros, mas saiu de campo com a vaga nas semifinais da Copa América. Em jogo dramático nesta sexta-feira, a equipe de Tite bateu o Chile por 1 a 0, em jogo no Nilton Santos, com gol marcado por Lucas Paquetá, em duelo marcado também pela expulsão de Gabriel Jesus. Os comandados de Tite enfrentam agora o Peru nas semifinais, na próxima segunda-feira. Mais cedo, os peruanos protagonizaram um dramático empate em 3 a 3 com o Paraguai, mas levaram a melhor nos pênaltis.

+ Confira a tabela da Copa América e simule o caminho da Seleção até a final

QUE BUROCRACIA...

Em marcha lenta, a Seleção Brasileira padeceu para se lançar à frente diante de um Chile que pressionava sua saída de bola. Sem sincronia sequer para trocar passes, pouco a pouco a equipe de Tite viu "La Roja" se lançar à frente e Vegas exigir Ederson em finalização de longe.

TORMENTO

Aguerrida, a equipe de Martín Lasartes se impôs no meio de campo e continuou a ter investidas com Sánchez e Vidal. Até Vargas dar calafrios à Seleção Brasileira. O atacante avançou pela direita, pôs Thiago Silva para dançar e encheu o pé, mas sua finalização parou em boa defesa de Ederson. Pulgar ainda bateu rente à trave.
 
VAI, COM JEITO VAI...

Sem conseguir seu encaixe ideal, a Seleção contou com jogadas individuais para progredir em campo. Richarlison aproveitou um clarão e finalizou para defesa de Bravo. Na primeira chance mais incisiva, Neymar alçou para a área, só que Roberto Firmino não pegou em cheio a bola. Em brecha encontrada, Danilo encheu o pé e exigiu o goleiro chileno. Neymar voltou a entrar em cena na reta final do primeiro tempo ao encontrar Gabriel Jesus. O atacante superou a marcação, girou e encheu o pé, mas Bravo se esticou para salvar.

CARTÃO DE VISITAS!

Após a formação mais defensiva não funcionar na etapa inicial, o técnico Tite promoveu a entrada de Lucas Paquetá no lugar de Roberto Firmino, que pouco acrescentou na articulação. E bastou um minuto para a alteração refletir no placar. Casemiro cruzou para o meio da área e o camisa 17 tabelou com Neymar. O astro devolveu e Paquetá se impôs à marcação para balançar a rede.

QUE IRRESPONSABILIDADE...

O desafio aos nervos brasileiros ficou ainda maior dois minutos depois. Ao partir para uma dividida no meio de campo, Gabriel Jesus saltou e seu pé acertou em cheio o rosto de Mena. O árbitro deu justo cartão vermelho direto.

CHILE VAI À LUTA E ESTUFA A REDE. MAS...

Com um a mais, a equipe de Martín Lasartes partiu de vez para frente e fez o setor defensivo canarinho se desdobrar. Aránguiz cobrou falta rente á trave. Em nova jogada de bola aérea, os chilenos chegaram a celebrar um gol. Pulgar ajeitou e Vargas completou sem chances para Ederson, mas o árbitro anulou (em decisão ratificada pelo VAR) a jogada.    

ATAQUE DE NERVOS

Um jogo franco marcou a etapa final da partida. Bem postada defensivamente, aos poucos a Seleção Brasileira foi arriscando investidas. Neymar passou como quis por dois adversários e obrigou Bravo a se esticar para salvar. O camisa 10 ainda serviu Danilo, que encheu o pé e viu sua finalização parar nas mãos do goleiro chileno. 

Já "La Roja" trouxe calafrios no Nilton Santos. Após bola alçada, Brereton chegou a encobrir Ederson, só que a bola caprichosamente carimbou o travessão. Em nova oportunidade, Meneses encheu o pé e o goleiro brasileiro, seguro, salvou. 

RETA FINAL DRAMÁTICA

Os últimos minutos foram marcados por doses de drama. Com jogadas engatadas por Vidal, o Chile partiu de vez para o "abafa" e acuou a Seleção Brasileira, que se fechou de vez (a ponto de Éder Militão entrar na reta final). Porém, "La Roja" abusou dos cruzamentos e não conseguiu superar o forte bloqueio da equipe canarinha, que teve boa disciplina tática e ainda desperdiçou contra-ataques puxados por Neymar. Em jogo sofrido, o Brasil superou um mata-mata e agora parte para as semifinais, onde encara a seleção peruana.

FICHA TÉCNICA

BRASIL 1x0 CHILE


Data-Hora: 02-07-21 - 21h
Estádio: Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Patricio Loustau (ARG)
Assistentes: Ezequiel Brailovsky (ARG) e Gabriel Chade (ARG)
VAR: Andrés Cunha (URU)

Gol: Lucas Paquetá, 1/2T (1-0)

Cartão amarelo: Ederson (BRA), Sierralta, Palacios e Vidal (CHI)

Cartão vermelho: Gabriel Jesus (BRA)

BRASIL: Ederson; Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Renan Lodi (Éder Militão, 46/2T); Casemiro, Fred e Neymar; Gabriel Jesus, Richarlison (Everton, 45/2T) e Roberto Firmino (Lucas Paquetá, intervalo). Técnico: Tite

CHILE: Bravo; Medel, Sierralta e Vegas (Palacios, 18/2T); Isla, Pulgar, Vidal, Aránguiz (Valencia, 42/2T) e Mena; Sánchez (Brereton, intervalo) e Vargas. Técnico: Martín Lasarte