Fábio - Cruzeiro

Fábio disputou quase mil jogos pelo Cruzeiro (Bruno Haddad/Cruzeiro)

André Garone
07/01/2022
07:50
Belo Horizonte (MG)

O anúncio da saída de Fábio do Cruzeiro, nesta quarta-feira, pegou de surpresa não só a torcida do time mineiro, mas de todos os amantes do futebol. Desde 2005 o camisa 1 era o titular absoluto da Raposa, tendo conquistado dois títulos brasileiros (2013 e 14), três Copas do Brasil (2000, 2017 e 2018) e sete mineiros (2006, 2008, 2009, 2011, 2014, 2018 e 2019.

O goleiro encerra a sua passagem pelo clube com muitos recordes no currículo. E não apenas dentro do Cruzeiro. Além das taças levantadas, Fábio se tornou o jogador que mais vezes vestiu a camisa cruzeirense em toda a história, superando outro ídolo: Zé Roberto, que atuou entre 1965 e 1977. O ex-meia entrou em campo 633, marca superada em 2015 pelo arqueiro. Ao todo, somando suas duas passagens, foram 976 partidas do goleiro pela equipe.

Fábio disputou seus primeiros jogos pelo clube em 2000, quando foi contratado por empréstimo junto ao União Bandeirante, do Paraná. No mesmo ano, porém, se transferiu para o Vasco, onde conquistou o seu primeiro título nacional e fez suas primeiras atuações na Série A. Foi no Cruzeiro, no entanto, que se tornou o atleta com mais jogos no Campeonato Brasileiro: 596. Foram 89 pelo Cruz-Maltino e 507 pela Raposa.

Dos 596 confrontos, Fábio saiu vitorioso de campo em 252 oportunidades, tendo empatado 144 e perdido 200. Apenas Rogério Ceni, ex-goleiro que fez história no São Paulo, venceu mais vezes, com 278 triunfos em 574 duelos.

Na Copa do Brasil, competição que o camisa 1 também foi campeão mais de uma vez, ouros recordes. Com 91 atuações e 44 vitórias, é quem mais jogou na história da disputa e um dos que mais venceu, estando empatado com Zinho, ex-Palmeiras, Flamengo e o próprio Cruzeiro, e o volante Márcio Araújo, que hoje atua no Sampaio Corrêa.

Veja mais marcas de Fábio no Cruzeiro e na carreira:

- 976 jogos pelo Cruzeiro (1º na história do clube)
​- 596 jogos na Série A do Brasileiro (1º da história)
- 252 vitórias na Série A do Brasileiro (2º da história)
- 91 jogos na Copa do Brasil (1º da história)
- 44 vitórias na Copa do Brasil (1º da história)
​- 83 jogos de Libertadores (15º da história e 2º brasileiro - Ceni é o 1º)