Palmeiras x Godoy

Borja tem 35 gols pelo Palmeiras (Nelson ALMEIDA / AFP)

André Schmidt
30/07/2019
23:37

Miguel Borja parece mesmo ter uma relação especial com a Libertadores. Foi nela, em 2016, que o atacante brilhou com a camisa do Atlético Nacional, marcando cinco gols em apenas 4 jogos - semi e finais -, sendo fundamental para o título da equipe colombiana. E no Palmeiras não tem sido diferente.

Mesmo com um rendimento geral abaixo do esperado, sendo muitas vezes questionado, o centroavante tem, na Libertadores, a média de gols que se esperava do artilheiro. Nesta terça-feira, na goleada por 4 a 0 sobre o Godoy Cruz, o camisa 9 marcou seu 11º tento pelo Alviverde na competição em 24 partidas disputadas. Uma média de 0,46 por duelo.

Curiosamente, os números são superiores aos de outras competições consideradas mais fáceis. Por Paulistão, Copa do Brasil e Brasileirão, Borja marcou 24 vezes em 79 jogos. Um rendimento de 0,30 gols por confronto.

Agora, o colombiano se tornou o 2º maior artilheiro do Palmeiras na história da Libertadores, empatado com Tupãzinho, goleador da edição de 1968. O ex-jogador, já falecido, no entanto, precisou de apenas 14 partidas para marcar.

MAIORES ARTILHEIROS DO PALMEIRAS NA LIBERTADORES

1º - Alex - 12 gols em 39 jogos
2º - Tupãzinho - 11 gols em 14 jogos
Miguel Borja - 11 gols em 24 jogos
4º - Lopes - 9 gols em 11 jogos
5º - César Maluco - 8 gols em 10 jogos
Edmundo - 8 gols em 18 jogos
Ademir da Guia - 8 gols em 29 jogos