Palmeiras x Godoy

Borja fez seu 11º gol pelo Palmeiras em Libertadores (Foto: Nelson ALMEIDA / AFP)

Thiago Ferri
30/07/2019
23:55
São Paulo (SP)

Depois do grande susto em Mendoza (ARG), o Palmeiras fez o suficiente nesta terça-feira e deslanchou no segundo tempo para golear o Godoy Cruz por 4 a 0, garantindo vaga nas quartas de final da Copa Libertadores. Foi o primeiro triunfo e a primeira vez que o time não foi vazado depois de cinco partidas. Apesar da meta atingida diante do modesto time argentino, ainda há pontos de atenção na véspera do Dérbi do domingo.

O destaque da classificação é a recuperação de Borja, que vinha sendo pouquíssimo usado. O colombiano fez gols nos dois jogos e chegou a 11 pelo clube na Libertadores - é o vice-artilheiro alviverde na história da Copa, atrás apenas de Alex, que fez 12. Um feito considerável do camisa 9, que ainda tem futuro incerto e contará com mais dois rivais: Henrique Dourado e Luiz Adriano.

O caminho para a vitória no Allianz Parque foi aberto também graças ao centroavante, já que foi em uma disputa de bola com ele dentro da área que o árbitro, após análise do VAR, marcou o pênalti convertido por Raphael Veiga. Daquele momento em diante, o Palmeiras conseguiu o controle de uma partida em que tinha dificuldades para furar o ferrolho argentino.

No primeiro tempo, a equipe de Luiz Felipe Scolari teve quase 60% de posse de bola, mas não conseguiu nenhuma (!) finalização no gol. O problema já é recorrente: a dificuldade para criar chances quando o adversário dá a bola. Este é um cenário que o time provavelmente voltará a viver no domingo, na Arena Corinthians, no clássico pelo Brasileirão.

Se no 0 a 0 a situação do Godoy Cruz já era complicada, a partir do momento que sofreu o primeiro tornou-se improvável: fazer dois gols para virar o placar, sendo que em São Paulo ofereceu pouquíssimo perigo. Para piorar, uma pixotada defensiva deixou Borja com o gol aberto para fazer 2 a 0 e então praticamente selar a classificação.

Os argentinos, cada vez mais enervados, ficaram com um a menos após pancada de Manzur em Dudu, minutos depois de o camisa 7 dar o passe para Gustavo Scarpa marcar o terceiro. Foi do craque do título brasileiro o quarto gol, aquele que fechou o placar.

A goleada por 4 a 0 parecia improvável no intervalo, mas serviu para tirar um pouco da pilha que vinha sendo acumulada pelos recentes resultados ruins, que eliminaram o time da Copa do Brasil e tiraram a liderança do Brasileiro. Contra o Corinthians, o Verdão não terá o espaço apresentado pelo Godoy no segundo tempo, e precisará encontrar saídas quando tiver de atacar o arquirrival. Este ainda é um problema alviverde.