Gustavo Emanuel, o "Batata", erguido na arquibancada em Botafogo-PB x Náutico

Foto: Léo Lemos/Náutico

Futebol Latino
09/09/2019
11:37
Recife (PE)

Em meio a toda euforia e felicidade dos torcedores do Náutico no último domingo (8) pela conquista do acesso a Série B, a história do Alvirrubro Gustavo Emanuel certamente consegue sintetizar o poder transformador dos clubes de futebol mesmo na vida de pessoas que precisam superar desafios pessoais consideráveis.

Apelidado de "Batata", o fanático pelo Timbu baleado em março de 2018 que o deixou cadeirante ficou em evidência quando da vitória do Timbu no dia 17 de agosto frente ao Botafogo-PB por 2 a 1 na cidade de João Pessoa.

Erguido por torcedores próximos, o torcedor cadeirante acompanhou a partida com visão privilegiada e simbolizou a alegria sentida pela equipe pernambucana.

Logo depois de ser clicado inclusive pelo fotógrafo do Náutico, Léo Lemos, ele viralizou na internet e, em edição local do programa televisivo Globo Esporte, recebeu uma promessa de estar presente na comemoração particular dos atletas nos vestiários caso o acesso fosse conquistado. Dito e feito.

Com a absoluta carga emocional do confronto, após a partida e o cumprimento da promessa, Batata foi tomado pelas lágrimas e mal conseguiu pronunciar qual o nível de sua alegria em vídeo registrado quando ele ainda estava nas arquibancadas do Estádio dos Aflitos:

- A gente subiu! Obrigado, obrigado! Finalmente, que alegria! É a maior alegria da minha vida. Eu não consigo nem descrever.