São Silvestre

Giovani dos Santos lamenta cortes no Programa Bolsa-Atleta (Foto: Roberto Casimiro/Fotoarena)

LANCE!
31/12/2018
11:52
São Paulo (SP)

Após a última corrida do ano, a São Silvestre, os brasileiros, Giovani dos Santos e Jenifer Silva criticaram a postura do presidente Michel Temer, nos últimos dias. Isto porque o presidente, ao fim de seu Governo, resolveu cortar verba do programa Bolsa-Atleta. Os melhores colocados pelo Brasil e que ficaram em oitavo lugar em sua respectivas categorias lamentaram.

- O Brasil está precisando de mais apoio. A gente precisa se unir mais, principalmente a própria CBAt. Por exemplo, levar os cinco melhores brasileiros para treinar na altitude. Para que a gente possa treinar e chegar bem na São Silvestre. os africanos sempre estão treinando em grupo e isso faz a diferença. Muita gente vê o Giovani no pódio, mas não sabe que eu sempre treino no asfalto, na estrada de terra. Só eu e Deus - comentou ao Globo Esporte. 

A fundista relacionou a falta de estrutura com ao longo tempo de títulos conquistados. No masculino, o último vencedor foi Marílson Gomes dos Santos, em 2010. No feminino, um triunfo não vem desde 2006.

- Fizeram perguntas do porquê de os brasileiros não terem nível técnico para ganhar a São Silvestre. Falta um pouco de apoio nas categorias de base. Hoje está bem difícil. Ultimamente, a gente só está tendo notícia ruim. O Bolsa Atleta, que ajudava muito, vai ser cortado pela metade e isso é muito ruim. É uma parte que ajudava a gente a complementar nosso trabalho. estamos precisando urgentemente de apoio. Com meu resultado, eu fico muito feliz, satisfeita. Mas essas outras questões que rodeiam deixam a gente triste, sim - disse a corredora ao Globo Esporte. 

Na manhã deste domingo, o pódio ficou por conta de africanos. No masculino, o etíope Belay Bezabh superou o bicampeão Dawitt no circuito, com 50min05s. Pelo outro lado, a queniana Sandrafelis Tuei fez prova de recuperação e conquistou troféu.