Como funciona o reabastecimento dos carros elétricos da Fórmula E?

A Fórmula E vem crescendo em popularidade a cada ano

FORMULA-E-2024-EP-DE-MISANO-OLIVER-ROWLAND-NISSAN-1024×683-1-aspect-ratio-512-320
A Fórmula E vem crescendo em popularidade a cada ano (Foto: Divulgação)

Escrito por

Entenda como funciona o reabastecimento dos carros elétricos que disputam a Fórmula E, modalidade que já tem mais de uma década e vai ganhando cada vez mais adeptos ao redor do mundo. O automobilismo é um dos esportes mais acompanhados de todo o globo, com os apaixonados por velocidade acompanhando os mais variados tipos de corridas e carros que vão surgindo no decorrer das décadas.

Cada uma dessas modalidades, inclusive, acaba tendo a sua própria particularidade, levando ao seu destaque entre as demais e atraindo a atenção do público. No caso da Fórmula E, inclusive, a maior diferença para a grande maioria dos demais circuitos é o uso exclusivo de carros elétricos. Mas, com toda a pressão e rapidez que envolve uma corrida como essa, não são os meios tradicionais que acabam fazendo parte do dia a dia dos competidores. Isso porque equipamentos de ponta e inovadores vão surgindo para deixar o esporte ainda mais avançado.

Em relação ao carregamento das baterias dos carros dos competidores, inclusive, há toda uma tecnologia inovadora se desenvolvendo e melhorando todos os anos. A ABB, inclusive, que é a fornecedora oficial da categoria, acabou desenvolvendo um "super carregador" para as equipes que ficam no grid, que ainda é móvel, ajudando nas mais variadas viagens que os competidores fazem. 

Confira mais detalhes sobre o carregamento dos carros da Fórmula E

A empresa multinacional, que tem sede em Zurique, na Suíça, trabalhou com engenheiros das partes envolvidas, como do órgão regulador da modalidade, da FIA e até mesmo da Fórmula E para desenvolver essa novidade tecnológica. Sendo assim, foi criada essa alternativa inovadora e segura para que os carros que participam dos eventos sejam carregados antes do dia da corrida e também entre as sessões. 

Cada um desses carregadores de fácil transporte e instalação podem entregar uma potência máxima de 160 kW, sendo, inclusive, capaz de carregar dois veículos de uma vez só, cada um deles com metade da potência indicada anteriormente. Sendo assim, as equipes acabam se beneficiando desse modelo para reduzir de forma significante até mesmo o impacto ambiental das corridas. Isso porque não há mais a necessidade de que dois carregadores sejam transportados para os locais de cada um dos eventos. 

A fabricante do super carregador afirma que essa ferramenta traz as já existentes e comprovadas tecnologias para os abastecimentos dos carros de rua. Mas, ao mesmo tempo, também acaba trazendo as novidades para conseguir se adequar ao ambiente super exigente e voltado para a alta performance que se desenvolve dentro da Fórmula E e das demais modalidades dentro do automobilismo. Assim, a tecnologia acaba sendo usada de forma confiável, mas trazendo consigo o desempenho de elite esperado para as corridas, seja onde for que os carregadores forem utilizados.

Confira o infográfico da ABB que explica a montagem e dá mais detalhes sobre o super carregador que é utilizado durante as corridas da Fórmula E, importante modalidade automobilística, e que foi projetado para ser robusto, ergonômico, confiável e, além disso, fácil de transportar: 

News do Lance!

Receba boletins diários no seu e-mail para ficar por dentro do que rola no mundo dos esportes e no seu time do coração!

backgroundNewsletter