(Foto: Divulgação)

Matheus Serafim com Manoel Sabino, presidente do São Caetano (Foto: Divulgação)

LANCE!
11/10/2021
13:45
São Paulo (SP)

Faixa-preta de Jiu-Jitsu e também com grande experiência no MMA, Matheus Serafim segue incansável em seu planejamento visando condições melhores para os jovens que estão em situação de vulnerabilidade e também um desenvolvimento cada vez mais constante das artes marciais no Brasil. Responsável por liderar o “Lutar para Vencer”, renomado projeto social situado em São Paulo, o casca-grossa, recentemente, encaminhou mais uma importante parceria.

Matheus Serafim se reuniu com Manoel Sabino, que atualmente é presidente do São Caetano, clube de Futebol da cidade de São Caetano do Sul, região metropolitana de São Paulo. A intenção, segundo Matheus, é trazer eventos de artes marciais para o clube e, possivelmente, desenvolver um espaço dentro da equipe para prática de lutas, como conta a seguir.

- O Sabino, presidente do São Caetano, é um grande amigo meu. A gente está preparando grandes eventos dentro do clube, de MMA, de Jiu-Jitsu, visando desenvolver ainda mais as nossas artes marciais. Também está em nosso planejamento desenvolver uma academia dentro do clube, inspirado no que fazia o Corinthians, que tinha uma equipe de MMA. Em breve, se Deus quiser, vamos contar também com o São Caetano MMA  - projetou Matheus.

Por fim, o faixa-preta da arte suave também revelou que está em contato com outros clubes visando outros tipos de parcerias. A intenção de Matheus, além de estreitar o relacionamento com as equipes, é criar novos espaços para prática de artes marciais, citando o caso do Pacaembu, que vem passando por um processo de modernização.

- Fico muito feliz pela intenção do São Caetano em se unir às artes marciais, em querer montar uma grande equipe. Também estou indo atrás de outros clubes, visando novas parcerias, e também estou em busca de outros espaços, como o Pacaembu, visando ampliar nossos projetos e trabalhos com crianças e jovens que praticam ou desejam praticar artes marciais. Acredito que 2022 vai ser um ano muito bom para a gente expandir ainda mais nosso esporte - concluiu.