Gilbert Durinho testou positivo para Covid-19 e precisou ser retirado do evento do próximo dia 11 (Foto Reprodução Instagram)

Durinho testou positivo para Covid-19 e foi retirado do card do UFC 251 (Foto Reprodução/Instagram/@gilbert_burns)

TATAME
04/07/2020
12:27
Las Vegas (EUA)

Uma das principais estrelas do UFC 251, programado para o dia 11 de julho, em Abu Dhabi, Gilbert Durinho testou positivo para o novo coronavírus e está fora do card. O brasileiro iria disputar o cinturão dos meio-médios contra o campeão Kamaru Usman. O duelo seria o main event do estrelado evento que vai inaugurar a “Ilha da Luta”. A informação foi divulgada pelo MMA Junkie.

Durinho tem sua residência na Flórida (EUA) e viajou para Las Vegas – uma das cidades base que o UFC escolheu para realizar as conexões com Abu Dhabi. O lutador e seus técnicos, Vagner Rocha e Greg Jones, testaram positivos para Covid-19 e foram retirados, imediatamente, do voo que iria para a capital dos Emirados Árabes Unidos.

Nas redes sociais, Gilbert desabafou: “notícia devastadora, não estou me sentindo bem, mas vou vencer esta batalha”, escreveu o brasileiro, que é o número 1 da divisão dos meio-médios.

Masvidal e Covington se oferecem como substitutos

Apesar de o Ultimate ainda não ter se manifestado se vai remarcar e luta entre Durinho e Usman ou vai escolher um novo adversário para o nigeriano no UFC 251, dois nomes da categoria até 77kg se colocaram à disposição da companhia. Os sempre polêmicos Jorge Masvidal e Colby Covington, assim que souberam da notícia, usaram as redes sociais dizendo que aceitavam substituir o brasileiro no title shot.

Colby quer a sua revanche com Usman. Em dezembro, o norte-americano foi nocauteado pelo nigeriano e reclamou da decisão do árbitro de interromper o combate. Já Masvidal vinha negociando a disputa de título, mas recusou a oferta do UFC, pediu mais dinheiro e as conversas foram interrompidas.