Colo Colo x Fortaleza

Jogadores do tricolor comemoram gol marcado contra o Colo-Colo que deu a vaga (Foto: Martin Bernetti/AFP)

Rafael Ribeiro
27/05/2022
15:20
São Paulo (SP)

Depois de conquistar uma classificação épica na fase de grupos da primeira Copa Libertadores que disputa, o Fortaleza conheceu nesta sexta-feira (27) o seu adversário nas oitavas de final: será o Estudiantes de La Plata, da Argentina. E agora, com experiência na competição, o Tricolor do Pici acredita que pode surpreender o favorito adversário.


- Lógico que respeitamos demais o Estudiantes. Mas não tinha como escolher adversário. Acredito que temos plenas condições de surpreender novamente, visto que agora os jogadores estão habituados à Libertadores e a torcida sabe como se comportar em uma partida desse nível. Ganhamos a experiência necessária para prosseguir em nossa trajetória - disse o vice-presidente do clube, Alex Santiago da Silva.

A missão do Leão do Pici pode ser considerada quase um milagre. A equipe comandada por Juan Pablo Vojvoda perdeu os dois primeiros jogos (para Colo Colo, na Arena Castelão, e River Plate, no Monumental de Nunez) e parecia virtualmente eliminada de forma precoce.

A reação começou na terceira rodada, com um triunfo em casa sobre o Alianza Lima por 2 a 0. Moralmente, no entanto, a mudança definitiva de chip aconteceu após o empate com o River no Castelão por 1 a 1 em uma grande atuação coletiva do Fortaleza. Foi um empurrão rumo à conquista de seis pontos dos seis seguintes nas jornadas finais: uma vitória no Peru sobre o Alianza por 2 a 0 e no Chile sobre o Colo Colo por 4 a 3.

A vaga nas oitavas de final também terá um impacto nos cofres do Fortaleza. O clube irá assegurar US$ 1,05 milhão (cerca de R$ 5 milhões na cotação atual) por disputar o mata-mata da Libertadores.

O objetivo agora é pelo menos igualar o Bahia, que em 1989 chegou às quartas de final e até hoje ostenta a melhor campanha da região nordeste na Libertadores. Para isso precisará superar o argentino que teve o melhor desempenho segundo a imprensa do país vizinho.

- Sabemos da nossa responsabilidade em representar o futebol brasileiro, futebol nordestino, e estamos dispostos a encarar o desafio. Desde que chegamos ao clube em 2017 nossa missão vem sendo a de superar desafios. Subindo da Série C para a B e depois a A. Mais uma vez vamos com isso em mente para alcançar o objetivo de chegar às quartas - completou Silva.

+ Libertadores: brasileiros conhecem rivais das oitavas e chaveamento até a final

+ Outro patamar? Classificações de Ceará e Fortaleza podem elevar de vez nível do futebol nordestino

TABELA
> Veja resultados, classificação e simule resultados do Brasileirão-22
> Veja resultados e classificação da Libertadores-22
>Conheça o novo aplicativo de resultados do L!