Rubens Lopes

'Representantes serão apenas observadores, não teriam nenhum poder de interferência '(Vinícius Faustini/Lancepress!)

Vinícius Faustini
21/10/2019
20:00
Rio de Janeiro (RJ)

O Arbitral realizado na Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Fferj) nesta segunda-feira para determinar os rumos do Campeonato Carioca de 2020 também estabeleceu como será a presença do árbitro de vídeo (VAR) na competição. O recurso ficará restrito aos clássicos, às semifinais e à final. Porém, chamou atenção outra medida.

Os clubes aprovaram a sugestão feita pela Fferj de que seus representantes possam acompanhar as decisões da cabine de VAR. O mandatário Rubens Lopes destacou qual é o objetivo desta medida.

- Meu propósito é a transparência. Não vejo motivo para o que se passa na cabine do VAR não ser evidenciado aos interessados. O pessoal tem mania de levantar dúvida. Mas seria uma forma de pararem de achar que "ah, é o VAR que está apitando o jogo" - disse.

O dirigente ainda garantiu que o representante terá de ser cauteloso.

- Este representante não teria poder nenhum de interferência, nem sequer de falar. Só iria mostrar que o que se passa ali é a pura realidade - afirmou.

Após a sugestão ter sido aprovada, a Fferj enviará á Ifab (International Football Association Board) o pedido de autorização para que a novidade seja vista nas partidas.