Taça da Copa do Brasil 2019

Taça da Copa do Brasil: confrontos da terceira fase definidos (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

LANCE!
08/03/2019
11:45
Rio de Janeiro (RJ)

Em uma cerimônia realizada nesta manhã, a Confederação Brasileira de Futebol sorteou os mandos de mandos de campo da terceira fase da Copa da Brasil, que dará aos classificados à fase seguinte uma bonificação de R$ 1,9 milhão. Corinthians, Fluminense e Santos decidem vaga em casa.

A terceira fase começa a ser disputada já no meio da semana que vem. As outras datas reservadas para os jogos da volta desta fase são os dias 3 e 10 de abril. Os dias exatos para os duelos serão divulgados em breve, segundo informou Manoel Flores, diretor de Competições da CBF.

Cabe destacar que a terceira fase da Copa do Brasil tem o regulamento diferente das fases anteriores. Os duelos passam a ser disputados em jogos de ida e volta, e não mais em jogo único. Também é bom lembrar que a competição não utiliza mais o critério do gol qualificado. Por tanto, em caso de empate no placar agregado, a vaga na fase seguinte é decidida nos pênaltis. 

Confira os confrontos (as equipes destacadas em negrito estreiam em casa):

Ceará x Corinthians
Vila Nova x Vencedor Grupo 43*
Botafogo x Juventude
ABC x Santa Cruz
Fluminense x Luverdense
Bahia x CRB
Santos x Atlético-GO
Chapecoense x Criciúma
Botafogo-PB x Londrina
Vasco x Avaí

* A indefinição quanto a este confronto, congelado e que tem Bragantino-PA (segunda fase) e Vila Nova (terceira fase) em compasso de espera, tem ligação com o imbróglio judicial envolvendo o duelo entre Aparecidense e Ponte Preta, na primeira fase. A polêmica surgiu na vitória dos goianos por 1 a 0, quando a Macaca fez um gol, o que levaria a vaga à segunda fase. Entretanto, o árbitro, depois de indecisões, não validou o tento. Imediatamente os jogadores e comissão técnica da Macaca alegaram que houve interferência externa.

No dia seguinte ao confronto, realizado em 12 de fevereiro, o jurídico da Ponte Preta pediu a impugnação do resultado da partida ao STJD. Não demorou muito para que o presidente da entidade, Paulo César Salomão Filho, confirmasse anulação da partida. Em seguida, foi a vez da Aparecidense protocolar uma ação para cancelar o julgamento. O presidente do STJD já indeferiu a liminar, mas a situação ainda será analisada nos tribunais. A CBF está à espera para remarcar no calendário o melhor dia para a realização do jogo.