Yago Rudá
12/08/2018
20:55
São Paulo (SP)

No retorno do técnico Luiz Felipe Scolari ao comando do Palmeiras em seu estádio, o Verdão fez bonito e, mesmo com o time reserva, bateu o Vasco, por 1 a 0, com gol de Deyverson. O triunfo no Allianz Parque deixou o Alviverde com 30 pontos no Brasileirão e manteve a equipe próxima do grupo dos quatro primeiros colocados.

Priorizando o duelo com o Bahia, pelas quartas de final da Copa do Brasil, Felipão poupou seus titulares e, certamente, não se arrependeu. Afinal, apesar da equipe não ter tido uma grande atuação, conseguiu um bom resultado em sua arena. Já o Vasco perdeu sua terceira partida seguida na competição e se aproxima da zona de rebaixamento.

O bom filho...
Depois de comandar o Palmeiras nas conquistas da Copa do Brasil de 1998 e Copa Libertadores de 1999 tendo o Palestra Itália como trunfo, Felipão, enfim, retornou ao local do antigo estádio palmeirense. Na noite deste domingo, o treinador matou a saudade de um dos lugares que marcaram sua carreira. Vale lembrar que em 2012, durante sua segunda passagem pelo clube, o Allianz Parque ainda estava sendo construído.

Oportunismo
O gol que deu a vitória ao Palmeiras de Felipão foi anotado por Deyverson, de cabeça. A jogada começou com Lucas Lima, pelo lado direito. O meia lançou Hyoran dentro da área e o meio-campista cabeceou na trave. No rebote, o camisa 16 apenas se jogou na bola para dar a vitória ao Verdão.

Primeiro tempo
Recheado de reservas, o Palmeiras teve dificuldades para impôr seu ritmo de jogo nos 45 minutos iniciais da partida. Apesar de dominar o meio de campo e rondar a área vascaína, o Verdão criou pouco e chegou apenas duas vezes com perigo. A primeira com Deyverson, de cabeça, e depois com Gustavo Scarpa chutando forte de fora da área. Já o Vasco, que se propôs a defender e apostar nos contra-ataques, teve uma chance clara de gol com Yago Pikachu batendo escanteio fechado.

Faltou futebol 
Jogando a maior parte do tempo na defesa, o Vasco pouco agrediu o Palmeiras no Allianz Parque. Mesmo jogando contra a equipe reserva do Alviverde, o time comandado pelo técnico Jorginho não teve poder de reação nem mesmo com a entrada do argentino Maxi López na etapa final. O Cruz-maltino até que tentou arriscar algo com Giovanni Augusto e Pikachu, mas ficou vendido em campo e até poderia ter perdido por uma diferença maior de gols. 

Substituições

O técnico Luiz Felipe Scolari teve de fazer duas substituições forçadas no Palmeiras. Ainda no primeiro tempo, o meio-campista Gustavo Scarpa reclamou de dores no calcanhar e deixou o campo carregado pela maca. No intervalo, o goleiro Weverton sentiu um incômodo na coxa e deu lugar para Jaílson. O departamento médico do clube não se pronunciou sobre os casos.

Na sequência
Na próxima quinta, às 19h15, o Palmeiras decide sua permanência na Copa do Brasil. Em sua arena, o time comandado por Felipão encara o Bahia pelo jogo de volta das quartas de final do torneio nacional. Na ida, empate sem gols entre as duas equipes. Já o Vasco voltará a campo apenas no dia 20 (segunda). Nesta ocasião, a equipe encara o Ceará, em São Januário.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 1x0  VASCO

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data-Hora: 12/8/2018 - 19h
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa/GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa/GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
Público/renda: 30.012 / R$ 1.930.884,80
Cartões amarelos:  Luan (PAL); Andrey e Maxi López (VAS) 
Cartões vermelhos: -
Gols: Deyverson (14'/2ºT)

PALMEIRAS: Weverton (Jaílson, no intervalo); Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Victor Luís; Thiago Santos, Bruno Henrique, Jean, Lucas Lima (Moisés, aos 37'/2ºT) e Gustavo Scarpa (Hyoran, aos 44'/1ºT); Deyverson. Técnico: Luiz Felipe Scolari

VASCO: Martín Silva; Rafael Galhardo (Raul, aos 11'/2ºT), Leandro Castán, Ricardo e Ramón; Desábato, Andrey, Giovanni Augusto (Vinicius Araújo, aos 29'/2ºT), Thiago Galhardo e Yago Pikachu; Andrés Rios (Maxi López, aos 28'/2ºT). Técnico: Jorginho