Wilson Seneme, diretor de arbitragem da Conmebol, está otimista com o uso do VAR nos jogos decisivos da Libertadores e Sul-Americana

Wilson Seneme tem sido alvo de críticas e agora tem sua demissão pedida pela Anaf (Foto: Divulgação)

Alexandre Guariglia
20/07/2022
15:06
São Paulo (SP)

A arbitragem não tem vivido dias fáceis ultimamente, com erros crassos e uso equivocado do VAR. Em meio a essa crise, a Anaf (Associação Nacional dos Árbitros de Futebol) emitiu comunicado por meio de seu presidente, pedindo a demissão de Wilson Luis Seneme, atual mandatário da Comissão de Arbitragem da CBF. Salmo Valentim diz fazer coro ao que reclamam Palmeiras e Atlético-MG.

GALERIA
> Veja os vencedores do 1° turno do Brasileirão e os times campeões

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2022 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

Segundo presidente da Anaf, Seneme não tem condições de seguir no cargo que ocupa diante de tantos problemas que tem ocorrido em sua gestão. Além disso, Salmo afirma que os árbitros estão com medo e acuados, e que não resta alternativa que não seja a profissionalização dos homens do apito e uma independência.

No comunicado, Salmo Valentim coloca o campeonato sob risco caso Seneme permaneça em sua função. Apesar de colocar muito na conta do ex-árbitro, o presidente da Anaf fala da participação do mandatário da CBF, Ednaldo Rodrigues, em toda essa crise.

Confira, na íntegra, o comunicado enviado pelo presidente da Anaf:

"Wilson Seneme é um 'zero à esquerda'! Não tem a menor condição de se manter à frente da arbitragem brasileira e se tiver um pingo de decência tem que pedir de imediato demissão do cargo para não estragar o campeonato!

É inaceitável que a CBF feche os olhos para essa crise que ela própria, através de seu presidente Ednaldo Rodrigues, por conta de suas trágicas escolhas, nos colocou.

Os árbitros estão com medo. Acuados. Amordaçamos! Chegamos ao fundo do poço! E não resta outra saída: ou buscamos independência e profissionalização, ou esse amadorismo continuará trazendo cada vez mais prejuízos para o nosso futebol.

Faço coro com Palmeiras, Atletico-MG e todos os clubes e, em nome da arbitragem brasileira, também espero que a CBF tenha o mínimo de bom senso e DEMITA o presidente da comissão e pare de uma vez por todas de tratar a categoria com desrespeito, amadorismo e descaso.

Salmo Valentim
Presidente da ANAF"