Maracanã

Definições em torno do Fla-Flu valeriam também para final da Taça Rio, entre Botafogo e Vasco (ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO)

LANCE!
11/05/2021
17:20
Rio de Janeiro (RJ)

Uma resolução divulgada nesta terça-feira pelo diretor do Departamento de Competições da Ferj, Marcelo Vianna, acenou com a chance de as finais do Campeonato Carioca, entre Flamengo e Fluminense, e da Taça Rio, entre Botafogo e Vasco, terem presença de público. Contudo, a Prefeitura do Rio de Janeiro e o Governo do Estado confirmaram, pouco depois, que jogos com a presença de torcidas estão proibidos de contar com torcedores. A informação foi divulgada pelo "GE" e confirmada pelo LANCE!. Em nota enviada ao L!, a Prefeitura detalhou:

"O Decreto Rio Nº 48425, de 13 de janeiro de 2021, que suspende temporariamente a presença de público em estádios e ginásios esportivos, está em vigor. Portanto, competições esportivas podem ser realizadas, porém sem público presente".


O governo do Estado do Rio de Janeiro também disse que, em função da pandemia, não há condições do futebol ter espectadores em suas arquibancadas. 

De acordo com o "GE", o Flamengo manifestou interesse em abrir um terço do Maracanã para torcedores. O acordo seria debatido na tarde desta terça-feira, em reunião com a Ferj e o Fluminense. As medidas valeriam para as finais da Taça Rio, entre Botafogo e Vasco.

Rapidamente, o Tricolor das Laranjeiras enviou uma nota se opondo à possibilidade dos jogos contarem com espectadores nas arquibancadas:

"O Fluminense Football Club desconhece e não recebeu, até o momento, qualquer convocação da Ferj para reunião que vise discutir a presença de público durante as finais do Campeonato Carioca. De antemão, o clube reafirma posição contrária à liberação de público nas finais, mantendo, como já faz desde o início da pandemia, o respeito e apoio as restrições determinadas pelas autoridades sanitárias, conforme o artigo 1º do Decreto Nº 48425 DE 13 DE JANEIRO DE 2021, da Prefeitura do Rio de janeiro (Art. 1º Suspende temporariamente a presença de público em Estádios e Ginásios Esportivos), ainda em vigor.


O Fluminense, em nome da ciência e da preservação das vidas continuará mantendo todas as cautelas na prevenção, como tem feito desde o início da pandemia, garantindo a máxima segurança a seus atletas, sócios, torcedores e funcionários", afirmou o clube.

O "GE" entrou em contato com o Governo do Estado, que citou o decreto número 47290, de 23 de setembro de 2020, para negar a hipótese das partidas terem público:

"Art. 1º FICAM AUTORIZADAS, somente para os municípios das regiões de saúde que estejam na bandeira amarela ou verde, jogos com presença de público em estádios de futebol.
§ 1º Deverá ser apresentado protocolo adequado para cada estádio onde ocorrer partida de futebol, validado pelas entidades desportivas e sanitárias locais, envolvendo ainda os setores de segurança pública, e outros necessários para sua implementação e fiscalização".

O município do Rio de Janeiro se encontra em "bandeira vermelha" e, portanto, não tem aval para abrir espaço ao público em jogos.

A resolução da Ferj trouxe a seguinte possibilidade:

"Indicar que em não havendo medida restritiva superior cogente e com base na obediência e em consonância com os termos do Decreto Municipal nº 48.845 de 06 de maio de 2021, e ainda, em rigorosa e estrita observância das regras sanitárias preconizadas para o combate à disseminação da Covid-19, estabelecidas pelas autoridades municipais e complementadas pelas diretrizes e normas descritas no Protocolo Jogo Seguro, as partidas de ida e volta a serem disputadas entre as equipes do CR Flamengo e Fluminense FC, decisivas do Campeonato Carioca, bem como aquelas disputadas entre Botafogo FR e CR Vasco da Gama, decisivas pela Taça Rio, poderão contar com a presença de público nos limites a serem definidos em Reuniões de Segurança que acontecerão no dia 12/05/2021, às 14h e 14:30h, respectivamente, e cujos Planos de Ação e Contingências serão devidamente publicizados.

A avaliação quanto a possibilidade de presença de público em partidas da Taça Rio estará diretamente vinculada à realização dos jogos no estádio do Maracanã, caso este seja o desejo dos clubes envolvidos, considerando que o referido estádio, no momento, é o único que encaminhou um plano de ação e contingência adequado para receber disputas contando com a presença de torcedores".