Calleri, Cano e Gabigol

Atacantes brasileiros se destacam com comemorações únicas: o que elas querem dizer? (Foto: Montagem Lance!) 

Rafael Oliva*
20/04/2022
07:40
São Paulo (SP)

Gesto do 'L', musiquinha do Calleri, braços para cima de Gabigol... Diversos jogadores em ação no futebol brasileiro tem formas originais de comemorar seus gols e que são muito imitadas por torcedores. Em alguns casos, como o de Calleri, do São Paulo, e Fred, no Fluminense, a celebração característica parte das arquibancadas, com uma música própria. Com o início do Brasileirão, muitas delas já foram vistas nas primeiras rodadas. 


GALERIA
> A janela fechou! Veja os clubes do Brasileirão que mais se reforçaram

Entre dancinhas e sinais que parecem enigmáticos, essas comemorações têm significados específicos. O LANCE! mostra abaixo a origem dessas celebrações folclóricas:

'L' DO CANO

Artilheiro e principal atacante do Fluminense, o argentino Cano comemora os seus gols desde a época de Vasco fazendo um 'L' com a mão esquerda, o que virou febre entre torcedores de ambos os clubes.

O centroavante faz o gesto em homenagem ao seu filho Lorenzo, usando a inicial de seu nome ao festejar. Ele já anotou dez gols em 21 jogos com a camisa do Tricolor das Laranjeiras.

Flamengo x Fluminense - Cano
Cano e companheiros comemoram fazendo o 'L' (Foto: MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC)

TOCA NO CALLERI QUE É GOL

A música em homenagem ao argentino surgiu em 2016, na primeira passagem do atacante pelo São Paulo. À época, Calleri foi o quarto reforço do Tricolor para a temporada, chegando por empréstimo de apenas seis meses do Boca Juniors (ARG).

Ao longo da passagem em questão, o camisa 9 marcou 16 gols em 31 jogos, tendo uma média de um gol a cada 4,7 finalizações. Ele ainda anotou três assistências e, com esse bom desempenho, ganhou de presente a música 'Oooh... Toca no Calleri que é gol' da torcida do São Paulo. O cântico ganhou força nesta segunda passagem do atleta pelo Tricolor. Calleri foi vice artilheiro do Paulistão 2022, com oito gols, e é o maior goleador do Brasileirão 2022, com quatro tentos em duas partidas até aqui. 

Calleri São Paulo
Calleri comemora pelo São Paulo (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

'MUQUES' DE GABIGOL

Ídolo do Flamengo, Gabigol tem uma comemoração marcante quando anota seus gols: os 'muques'. O gesto virou febre na torcida Rubro-Negra e o jogador transformou a celebração em uma marca registrada, principalmente em 2019, ano em que conquistou o Brasileirão e a Libertadores pelo Fla.

Em entrevista ao canal 'De Sola', em 2019, Gabigol revelou que a comemoração foi pensada na igreja, quando um amigo sugeriu que ele fizesse uma celebração diferente. Segundo o atacante, o gesto é uma 'glorificação a Deus'. Na entrevista em questão, o camisa 9 ressaltou que a comemoração não é uma provocação aos rivais.

Palmeiras x Flamengo - Comemoração Gabigol
Gabigol comemora com os muques (Foto: Juan Mabromata / AFP)

A FUSÃO GABRIEL/BRUNO HENRIQUE

No Flamengo, Gabigol ainda teve tempo de criar mais uma marca. Com o amigo Bruno Henrique, faze a chamada Dança Metamoru, em que os personagens do desenho Dragon Ball Z iniciam a fusão de seus poderes.

A referência passou despercebida até pelo narrador Luiz Roberto, da TV Globo, que no ano passado disse no ar que a comemoração era 'para formar um grande coração.' Acabou sendo corrigido pelo comentarista Roger, mas acabou virando meme na internet.

Bruno Henrique e Gabigol
A fusão que faz sucesso no Fla (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

FORÇA DE HULK

Essa, talvez, seja a comemoração mais autoexplicativa. Pudera. Se você tivesse o nome de guerra de um famoso personagem de história em quadrinhos conhecido pela força descomunal, como comemoraria seus gols?

Pois é, Hulk, ídolo do Atlético-MG, carrega o apelido do super-herói, por sua avantajada estrutura física desde muito jovem, e a celebração da 'força' vem deste contexto.

Atlético-MG x Fortaleza - Hulk
Hulk celebra mais um gol pelo Galo (Foto: Pedro Souza / Atlético)

RONY E AS CAMBALHOTAS 

'Não consigo parar', disse Rony sobre suas cambalhotas em entrevista à TNT Sports, em 2020. Quando o camisa 10 do Palmeiras marca seus gols, ele capricha nas acrobacias e, no final, imita o gesto de Cristiano Ronaldo.

O Palmeiras chegou a cogitar multar o zagueiro Vitor Hugo, ex-companheiro de Rony, caso fizesse esses mortais nas comemorações. Sobre essa possibilidade, ainda na entrevista à TNT, o atacante disse que 'vai encher o clube de multas', pois não consegue parar com as cambalhotas. Rony revelou que comemora seus gols desta maneira desde as 'peladas' que disputava.

Palmeiras x Independiente Petrolero - Rony)
Rony corre e se prepara para a famosa cambalhota (FOTO: NELSON ALMEIDA / AFP)

'O FRED VAI TE PEGAR'

Há pelo menos 12 anos o atacante Fred escuta das arquibancadas o cântico: 'O Fred vai te pegar'. A música começou na torcida do Fluminense, durante a primeira passagem do camisa 9, quando conquistou dois Campeonatos Brasileiros e um Carioca.

A música foi repetida por torcidas de outros clubes que Fred passou após o Fluminense, como Atlético-MG e Cruzeiro.

Fred - Fluminense x Atlético-MG
Fred celebra seu gol pelo Flu (Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC)

'EL TORO' ERISON

Reforço do Botafogo em 2022 e destaque do time na temporada, tendo marcado dez gols em 14 jogos ao todo, além de somar três assistências, Erison recebeu o apelido de 'El Toro' da torcida do Alvinegro e revelou que já havia sido comparado ao animal em ocasiões anteriores.

O atacante jogou a temporada passada no Brasil de Pelotas e, pelo Botafogo, neste ano, foi eleito revelação do Campeonato Carioca. Em homenagem à torcida do Fogão, que o adotou como xodó, Erison comemora seus gols rastejando o pé no chão, se preparando para correr - como um touro - e dispara em direção à bandeira de escanteio, a qual atinge com um chute.

Botafogo x Ceará - Comemoração Erison
Comemoração de 'El Toro' Erison (Foto: Vítor Silva/Botafogo)

* Sob supervisão de Marcio Monteiro

Clique aqui e ganhe R$50 para jogar no Galera.bet