Gilmar dos Santos Neves

Gilmar em ação pela Seleção Brasileira, pela qual foi bicampeão do mundo (Foto: Arquivo/CBF)

LANCE!
22/08/2020
16:21
São Paulo (SP)

Citado frequentemente por especialistas como o maior goleiro da história do futebol brasieiro, Gylmar dos Santos Neves faria 90 anos neste sábado (22). Nascido em 22 de agosto de 1930 e falecido em 25 de agosto de 2013, o histórico atleta foi titular do gol da Seleção Brasileira na campanha dos dois primeiros títulos mundiais da equipe canarinho - 1958 e 1962. Já por clubes, teve trajetória marcante pelos Alvinegros paulistas Corinthians e Santos. Por isso, os rivais registraram com honra a data em suas páginas oficiais, enaltecendo os feitos e a memória do ídolo. 

Nascido em Santos, Gylmar começou a carreira no Jabaquara, clube de sua cidade. Em 1951, foi contratado pelo Corinthians e cumpriu trajetória de destaque, conquistando cinco títulos em apenas quatro anos: três Paulistas (1951, 1952 e 1954) e dois troféus do Rio-São Paulo (1953 e 1954). O site do Timão lembrou a sua perfomance no título estadual de 54, no IV Centenário de São Paulo, "principalmente por suas defesas no empate por 1 a 1 com o Palmeiras que garantiu o troféu para o Timão". 

Quando ainda defendia o Corinthians, Gylmar foi o títular do gol da Seleção no primeiro título mundial do país, em 1958, na Suécia. Quatro anos depois, aos 31 anos, transferiu-se para o Santos, onde fez parte da era de ouro da equipe com Pelé e cia. Pelo Peixe, conquistaria incriveis 18 títulos oficiais, entre eles os bicampeonatos da Libertadores e do Mundial no biênio 1962/63. E nesse período ainda seria campeão do mundo mais uma vez pela Seleção, em 62, no Chile. 

"A famosa frase “todo time começa por um grande goleiro” nunca esteve tão correta. A máquina santista da década de 1960 tinha o seu arqueiro perfeito", diz texto assinado por Gabriel Santana no site oficial do clube. 

Apelidado de "O Goleiro Maior", Gylmar dos Santos Neves fez 103 partidas pela Seleção Brasileira - 73 vitórias, 15 empates e 15 derrotas.  Foi uma carreira de muito brilho.