Sampaio Corrêa x Operário-PR

(Reprodução/SporTV)

Futebol Latino
12/09/2020
18:30
São Luís (MA)

Em situações opostas no Brasileirão Série B, Sampaio Corrêa e Operário-PR mediram forças na tarde deste sábado (12), pela 9ª rodada, no estádio Castelão, em São Luís, no Maranhão.

Após um primeiro tempo morno, os times acordaram na etapa final. Entretanto, mesmo buscando o gol a todo momento, a pontaria dos atletas parecia que não iria tirar o zero do placar, até que na reta final da segunda etapa, Roger marcou e deu números finais ao confronto.

Com o resultado, o time comandado por Léo Condé acabou mantendo-se no Z4, na 18ª colocação, somando apenas 4 pontos. Já a equipe comandada por Gerson Gusmão deu um salto na tabela, pulando para a 5ª colocação, somando agora 15 pontos, porém terá que secar os adversários que ainda jogarão na rodada para saber se irá manter-se entre os líderes.

O jogo

Na expectativa de sair do Z4, a equipe do Sampaio Corrêa sabia da necessidade de conquistar mais três pontos na competição, enquanto o Operário, com algumas mudanças no time titular para este confronto, mirava sua entrada no G4. No entanto, nos primeiros 10 minutos, poucas foras as investidas de ambos os lados, já que o jogo estava muito travado no meio.

Na sequência, as equipes passaram a arriscar mais. Em uma primeira tentativa, o time paranaense chegou com Sávio cruzando pela direita visando Roger, porém a bola acabou pegando em Tomas Bastos e indo para fora, já por parte da equipe maranhense, Marcinho arriscou de fora para a defesa tranquila de Thiago Braga.

​Já na reta final da etapa, o Sampaio ainda foi obrigado a fazer uma troca de goleiros saindo Gustavo machucado, para dar entrada a Neguete, porém o Fantasma seguia um pouco melhor em campo. Com algumas boas investidas de Tomas Bastos e Reniê, o Sampaio teve apenas uma, já nos acréscimos com Marcinho cobrando falta, mas a bola acabou ficando fácil nas mãos do camisa 1 do Operário mantendo o marcador parcial sem gols.

No retorno para a segunda etapa, ambos os times mantiveram seus esquemas táticos iguais. Diferente de como foi no primeiro tempo, tanto o Sampaio, quanto o Operário, já foram pra cima na expectativa de tirar o zero do placar, sendo a melhor chance a favor dos donos da casa com Robson que acertou a trave adversária, dando o rebote para Luis Gustavo finalizar para fora.

Passado o susto, a equipe comandada por Gerson Gusmão passou a comandar mais as ações no jogo entre os 20 e 30 minutos. As duas melhores chances foram criadas por Sávio, porém o goleiro Neguete mostrou-se atento e fez boas defesas.

Tentando responder na mesma moeda, foi vez da Bolívia Querida colocar pressão no rival. Após algumas substituições, a equipe criava mais em campo com direito a uma bola na trave de Pimentinha, assustando a equipe paranaense. 

Mesmo com o equilíbrio, ainda assim o Fantasma não desanimava e, aos 31 minutos, finalmente encontrou seu gol. Após pegar a sobra no lance entre Thomaz e Neguete, o atacante não perdoou e mandou para o fundo das redes. 1 a 0.

Após o tento, o treinador visitante chegou a fazer algumas alterações. Até os acréscimos, o time paranaense até conseguiu assustar em algumas chances, conseguindo segurar as últimas investidas dos donos da casa para conquistar mais 3 pontos na competição.