Vinícius Faustini
19/04/2019
09:15
Rio de Janeiro (RJ)

O desafio de crescer apenas com as memórias deixadas pelo pai marca a rotina dos filhos de Dener. Passados 25 anos do acidente automobilístico que interrompeu a trajetória do craque, a luta na família Galdino de Sousa é para cicatrizar as saudades do meia-atacante e seguir em frente.

- Na verdade, a gente não pergunta muito sobre ele. Mas a minha mãe (Luciana) passa sempre uma imagem positiva do meu pai, de que foi uma ótima pessoa, de que buscava ser presente... Também já vi algumas matérias, mas não sou de ficar acompanhando o tempo todo não - conta o filho Dener Matheus, ao LANCE!.

Porém, o caçula de Dener, que tinha apenas quatro meses quando ocorreu a tragédia com o pai, revela que a cada dia 19 de abril bate uma sensação diferente:

- Ah, sem dúvida. É muito doloroso para nós lembrar este dia.

'PRESSÃO DE SER FILHO DO DENER': A CARREIRA DOS FILHOS NO FUTEBOL

Família do Dener
Felipe e Dêniz são representantes bancários.  Dener Matheus cursa Direito (Foto: Arquivo Pessoal)

Mesmo não acompanhando o crescimento dos filhos, Dener se manteve como uma referência para eles. Todos se aventuraram no futebol, e inclusive começaram na Portuguesa.

- Eu tive duas passagens pela Portuguesa. Também passei por outros clubes, como o Rio Branco-SP e o Avaí, e não segui em frente.O Felipe (Augusto) e o Dêniz (Henrique) também tentaram espaço, mas não deram certo - detalhou Dener Matheus.

Aos seus olhos, a imagem do eterno camisa 10 da Lusa pesava sobre os ombros dos jovens:

- Era muito difícil. Tinha muita pressão sobre a gente e era inegável a comparação com o nosso pai.

Atualmente, Felipe Augusto e Dêniz Henrique trabalham como representantes bancários. Já Dener Matheus cursa Direito, mas projeta continuar bem próximo do futebol:

- Planejo fazer uma pós-graduação em Direito Desportivo.


'RESGATE' DA MITSUBSHI ECLIPSE

Mitsubshi Eclipse
Foto do dia da tragédia. 'Por mais que tenha ocorrido o acidente ali naquela Mitsubshi, meu pai adorava carros', diz Dener Matheus (Reprodução / Jornal dos Sports)

Enquanto segue seu curso de Direito, Dener Matheus se empenha para ajudar a "resgatar" um pouco da memória do pai. Após o "Esporte Espetacular" revelar que a Mitsubshi Eclipse na qual o meia-atacante morreu em 19 de abril de 1994 estava guardada em um depósito ao lado de São Januário, a família decidiu tomar providências.

Dener Matheus entrou em contato com José Luiz Moreira, ex-dirigente do Vasco que guardou o carro a pedido de Roberto Dinamite. Aos olhos do filho de Dener, o transporte do veículo pode ser um momento simbólico para os familiares: 

- Por mais que tenha acontecido o acidente nele, não deixa de trazer uma lembrança boa para nós. Meu pai sempre gostou de carros. Personalizava as placas. Foi assim com a Mitsubshi Eclipse, que era pagamento de luvas da Portuguesa. Vai nos aproximar dele de alguma forma - diz Dener Matheus.

Advogado da família no caso, Marcel Marquesi afirmou que o transporte depende de uma liberação judicial, medida que foi exigida por José Luiz Moreira. 

- Ele (José Luiz Moreira) deixou claro que poderemos retirar o veículo a qualquer momento. Entretanto, logo depois disse que necessitaria de provas ou um alvará determinando a entrega. Mesmo não concordando, pois são herdeiros incontestáveis, a família irá buscar o desarquivamento do inventário. Como é uma matéria incontroversa, pois são o veículo dele e a família dele requerendo, não deveriam ter maiores problemas. Mas já estamos correndo para obter esta liberação judicial.

'O carro vai nos aproximar dele de alguma forma', diz filho de Dener


José Luiz Moreira explica o motivo da exigência da solicitação judicial e mostra-se otimista com o desfecho sobre o assunto:

- Eu tenho uma ordem judicial para que o carro fique aqui. Por isto, é preciso que venha outra determinação e tire. Mas já estamos entrando em contato entre nossos advogados para retirar o veículo e acho que até semana que vem tudo se resolverá - disse e, em seguida, completou:

- Será um alívio para mim. Desde que o Roberto Dinamite pediu para que eu colocasse o carro aqui, ninguém mais se manifestou. Nem a Portuguesa (o veículo está em nome do clube), nem o Vasco, nem o próprio Roberto Dinamite no período em que era presidente do clube. É justo eu entregar para a família do Dener. Espero que até a próxima semana tudo dê certo.

Dener Matheus já faz planos para quando a Mitsubshi Eclipse branca de placa DNR 0010 chegar a São Paulo:

- A gente quer restaurar o carro. Em especial porque surpreendeu muito a todos nós esta notícia de que a Mitsubshi seguia guardada. A gente achava que tinha dado perda total no carro, até disseram que venderam a 800 reais em um leilão...

NOVOS PASSOS? NETO DE DENER SURGE NO FUTSAL

Rafael - neto de Dener
'Menino muito esforçado': Rafael, neto de Dener (Foto: Arquivo Pessoal)

Já a família de Dener traz uma nova geração que tenta mostrar intimidade com a bola. Aos oito anos, Rafael dá seus dribles no futsal, e já ganhou uma chance de mostrar serviço com a camisa da Portuguesa.

- Ele é um menino muito esforçado. Tem lutado bastante para conseguir seu espaço. A gente procura orientar bastante porque ele vai lidar com a mesma situação que lidamos. É claro que já comparam com o avô dele - confessa Dener Matheus.

Mesmo ainda no futsal, o filho de Felipe Augusto já acena uma ida para os gramados. Ex-companheiro de Dener na Portuguesa, Tico fala sobre Rafael:

- O menino leva jeito!

'A gente procura orientar ele', diz Dener Matheus sobre o seu sobrinho


Em meio a 25 anos de saudades de Dener, o caçula Dener Matheus fala sobre o que aconteceu desde a partida do craque:

- Na verdade, o começo foi bem difícil, contamos com muita ajuda dos amigos. Só que, agora, a gente está entrando nos eixos.

A família de Dener não cansa de driblar adversidades.