Bruno Fernandes - Sporting

Cobiçado: Português foi o artilheiro do Sporting na temporada e entrou na mira de gigantes europeus (Foto: AFP)

LANCE!
30/05/2019
16:25
Lisboa  (POR)

O meia Bruno Fernandes, do Sporting-POR, foi uma das sensações do futebol português nesta temporada. O atleta de 24 anos foi o artilheiro da equipe de Alvalade na temporada com 31 gols, desempenho que o colocou na mira de Manchester City e Atlético de Madrid para a próxima janela de transferências.

Ao podcast português "De Cadeirinha", Fernandes deu ainda mais argumentos para os clubes interessados na sua contratação. O jogador esbanjou conhecimento sobre o modelo de jogo encabeçado por Xavi e Iniesta e falou sobre as semelhanças que compartilha com os craques espanhóis.

- Digo aos meus colegas: a primeira opção de passe por vezes não é a melhor. Muitas vezes há um movimento que não tem de ser respeitado, porque arrasta jogadores e cria um espaço melhor para outro colega. Nisso sou como o Xavi e o Iniesta: temos de fazer andar a bola e não andarmos nós com a bola. Sou melhor no passe e na decisão do que a conduzir. Isso desgasta as equipas. Obriga-as a correr 20, 30 metros para um lado, 20, 30 para outro - analisou o meio-campista. 

Bruno Fernandes 2
Bruno Fernandes foi capa de jornais portugueses por interesse de gingantes da Europa (Foto: Divulgação)

As declarações ao "De Cadeirinha" podem ter deixado escapar uma possível preferência do português pelo Manchester City, de Pep Guardiola. Ele não poupou elogios ao futebol praticado pelos times comandados pelo treinador espanhol e também fez menção ao Liverpool, de Jurgen Klopp.

- Gosto de tirar o bom de cada um deles. O Guardiola faz isso muito bem. Sabia que ia ser difícil na Inglaterra, mas adaptou-se. O City joga como Barcelona, mas não é igualzinho. A agressividade e a competitividade são outras. Todos gostam de ver bom futebol e o City joga bom futebol, tal como o Barcelona. Gosto também do futebol do Liverpool, mais direto e ofensivo. Talvez menos organizado, mas mais intenso. O City, sem a bola, tem a intensidade dos 11, na pressão, encosta o adversário no campo de defesa e rouba a bola; o Liverpool é pelas individualidades, com um meio-campo agressivo e três jogadores na frente que são letais - disse.

CHAMPIONS LEAGUE 2018/2019
Claro espectador dos principais times da Europa, Bruno Fernandes analisou a atual da edição da Liga dos Campeões. Para ele, esta foi a melhor edição da Champions League de todos os tempos. 

- Sem dúvida foi a melhor. As semifinais foram as melhores de todas, com duas reviravoltas. Quatro grandes equipes. O Ajax com muito mérito, com um treinador com muito mérito. Trabalhou só com jovens e isso não é fácil. Manteve-os focados e o objetivo não seria, imagino, chegar sequer às quartas-de-final - disse o meia, que continuou a elogiar a equipe holandesa: 

- Além da qualidade tem, precisa haver trabalho de equipe, e isso houve sempre. A equipe parte dos vestiários, mas também é o que somos dentro de campo. Todos ficaram apaixonados por este Ajax e todos queriam que chegasse à final, pelos garotos, pelo que fizeram... Eliminaram Juventus e Real Madrid. A Juventus que apostou tudo e que tinha o Cristiano.