Montagem sala man abaumeyang

Trio africano teve temporada goleadora na Premier League. Montagem

Caio Fiusa
12/05/2019
14:41
Liverpool (ING)

O Manchester City goleou o Brighton por 4 a 1 e confirmou o bicampeonato da Premier League. Mas a temporada 2018/19 ficará marcada também por um feito inédito. A artilharia da competição foi dividida entre três estrangeiros e todos eles africanos. O egípcio Mohamed Salah, o senegalês Sadio Mané, ambos do Liverpool e Pierre Aubameyang, do Arsenal terminaram a competição com 22 gols cada.

Após o apito final em Anfield, a dupla do Liverpool posou para fotos segurando a chuteira de ouro. Essa foi a segunda vez que Mohamed Salah foi o artilheiro da competição. Na temporada passada, o egípcio anotou 32 gols e ganhou o prêmio de forma isolada. Outro africano que já conquistou o posto de máximo goleador do Campeonato Inglês foi Didier Drogba. O marfinense foi o líder no quesito em 2006/07 e 2009/10.

Com Harry Kane machucado (o camisa 10 do Tottenham disputou 28 das 38 rodadas e perdeu a reta final da competição) e estacionado nos 17 gols, quem chegou mais perto do trio africano foi o argentino Sergio Aguero (Manchester City), que fez 21. Outro inglês entre os maiores goleados da temporada foi Raheem Sterling, que teve temporada atípica e foi vice artilheiro do campeão, com 17 tentos.

A Premier League, disputada desde a temporada 1992/93, já viu um trio dividir a artilharia em outras duas ocasiões e em ambas com ao menos um inglês no topo. Em 1997/98, os ingleses Dion Dublin (Coventry City), Michael Owen (Liverpool) e Chris Sutton (Blackburn Rovers) anotaram 18 gols. Na temporada seguinte, Michael Owen (Liverpool) esteve novamente entre os maiores goleadores e dividiu o posto com o holandês Jimmy Hasselbaink (Leeds) e com o trinitário Dwight Yorke (Manchester United), todos foram às redes 18 vezes também.