Marlos - Shakhtar Donetsk

Marlos celebrou recorde pelo Shakhtar(Foto: Shakhtar Donetsk/Divulgação)

LANCE!
26/03/2021
14:22
Donetsk (UCR)

Marlos já está no seleto hall de um dos grandes ídolos da história do Shakhtar Donetsk. E não é para menos, afinal de contas, o brasileiro naturalizado ucraniano, um dos líderes da equipe nas últimas temporadas, acumula 11 títulos pelos Mineiros, inúmeros prêmios individuais conquistados e agora também faz parte da lista dos dez jogadores que mais vezes vestiram a camisa laranja e preta em jogos oficiais.

Veja a tabela do Inglês

Diante do Lviv, no último fim de semana, o meia-atacante disputou sua 258ª partida pelo clube e se igualou a Jadson, ficando a apenas uma atuação de alcançar o tcheco Tomas Hübschman, nono no ranking.

- Estar entre os dez jogadores que mais vezes vestiram a camisa de uma equipe com a grandeza do Shakhtar é uma honra. Sou muito grato por tudo. O Shakhtar me deu a oportunidade de crescer como pessoa e como atleta. Me ajudou e me proporcionou muitas coisas. Todos sabem o enorme carinho e respeito que tenho por esse clube e pelo país - ressaltou o camisa 11.

- O que eu já vivi nesses quase sete anos vestindo essa camisa não tem preço. Pude comemorar inúmeros títulos e ganhar vários prêmios individuais. Talvez, eu só terei a real noção do que isso, realmente, representa quando parar de jogar. Até lá, vou seguir me dedicando ao máximo para conquistar novas coisas aqui - completou.

Marlos chegou ao Shakhtar Donetsk em 2014 e, rapidamente, se transformou em um dos protagonistas de uma era extremamente vencedora do clube. Em 258 jogos, o meia-atacante já marcou 71 gols, deu 57 assistências e ergueu 11 troféus, sendo quatro do Campeonato Ucraniano (2016/17, 2017/18, 2018/19 e 2019/20), quatro da Copa da Ucrânia (2015/16, 2016/17, 2017/18 e 2018/19) e três da Supercopa da Ucrânia (2014, 2015 e 2017).

Marlos está focado em ajudar a Ucrânia no início das Eliminatórias Europeias para a Copa de 2022. Depois do bom empate em 1 a 1 com a França, fora de casa, os Amarelos-Azuis receberão a Finlândia e o Cazaquistão nos dias 28 e 31 de março, respectivamente. O meia-atacante, que ficou no banco de reservas diante dos atuais campeões do mundo, soma 20 jogos, um gol e quatro assistências pela seleção.

- É sempre um enorme prazer vestir a camisa da Ucrânia. Estou à disposição para ajudar a nossa equipe nesse início de Eliminatórias. Fizemos um bom jogo na estreia e conseguimos um ótimo resultado diante dos atuais campeões do mundo. Agora, temos mais duas partidas em casa e precisamos nos impor para não perdermos pontos. Quero muito jogar uma Copa e representar esse país que me acolheu tão bem nesses mais de nove anos que vivo aqui. Darei o meu máximo para conseguir isso - afirmou.

A Ucrânia está no Grupo D das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, que será disputada no Catar, junto com França, Finlândia, Cazaquistão e Bósnia.