Lucas Paquetá - Milan x Empoli

Lucas Paquetá está em sua temporada de estreia na Europa. (Foto: AFP)

LANCE!
23/02/2019
15:05
Milão (ITA)

Chegou o momento de vermos Lucas Paquetá na Seleção Brasileira, pelo menos é o que adiantou o auxiliar técnico de Tite, Cléber Xavier, ao podcast "Footure Futeboleitos". A confirmação da informação será feita na próxima quinta-feira, quando Tite revelará a lista com os jogadores que vão participar dos amistosos contra Panamá e República Tcheca, nos dias 23 e 26 de março, respectivamente.

Tite quer testar a revelação do Flamengo próximo da área onde atua Neymar, um pouco mais recuado. Para Cléber, o jogador tem mais utilidade próximo aos atacantes e, durante a entrevista, afirmou que essa posição não lhe agrada tanto, já que o meia fica muito longe do gol.


- Quando jogou lado do Cuéllar gostei pouco. Com Dorival, mais à frente, já me chamou mais atenção. essa característica dele de chegada. No Milan está fazendo jogo mais simples, mais concentrado, mais posicional. É pouco ainda de observação do Paquetá, mas eu acho, para o meu gosto, que ele mais perto do gol tem mais possibilidades de sucesso. Tem boa definição, infiltra bem com ou sem bola, tem bom cabeceio, então ele vai nos ajudar muito - disse o auxiliar de Tite.


Cléber Xavier também lembrou que, devido o calendário brasileiro, não foi possível observar o meia em convocações passadas, contrariando a vontade da comissão técnica da Seleção.

- Infelizmente não pudemos contar mais vezes com ele. Mas agora dificilmente não vai estar com a gente. A não ser que aconteça alguma coisa, vai estar na convocação de março, vai estar na convocação da Copa América. Como no Milan, um pouco mais à frente, chegando mais perto do pivô central, mais perto ali do Neymar ou de quem for jogar no lugar do Neymar no lado esquerdo, sustentando, porque é um menino que tem muita entrega sem a posse - elogiou Cléber.

Tite e o auxiliar Cléber Xavier, durante treino no El Campín, na Colômbia (Foto: Daniel Augusto Jr)
Auxiliar Cléber Xavier trabalha a quase 20 anos com Tite. (Foto: Daniel Augusto Jr)

Ainda durante a entrevista, Cléber afirmou que mais duas novidades devem pintar na Seleção Brasileira, mas que, daqui para frente, poucas mudanças serão feitas, pensando na lista que será fechada para a Copa América do Brasil, em junho.

- A tendência agora nessa última convocação antes da Copa América é olhar mais um ou dois atletas, para se somar àqueles que já olhamos nos amistosos do fim do ano passado. Vamos ficar sem Neymar, sem Douglas Costa, com lesão recente, vamos procurar colocar em prática essa renovação - disse o assistente da seleção.