Tom Henry, diretor do West Ham

Tom Henry, diretor do West Ham (Foto: Reprodução/West Ham United)

LANCE!
01/02/2018
17:59
Londres (ING)

O West Ham suspendeu o diretor responsável pelo recrutamento de jogadores, Tom Henry, após comentários racistas. Durante o último dia da janela de transferências, o empresário afirmou que “o clube não assinaria com mais nenhum jogador africano”.

Confrontado pelo jornal "Sportsmail", Henry deu uma declaração chocante e afirmou que o West Ham quer limitar o número de jogadores africanos porque "eles têm uma atitude ruim" e "causam confusões" quando não estão jogando com a equipe.

Os Hammers liberaram um comunicado em seu site oficial confirmando a suspensão de Henry e reprovando veementemente a atitude dele. Veja a nota na íntegra:

“O clube confirma que Tony Henry, diretor de recrutamento de jogadores, foi suspenso e passará por uma completa investigação. West Ham United não tolera qualquer tipo de discriminação e tem, portanto, agido rapidamente devido as sérias acusações feitas

A família do West Ham United é inclusive, e independentemente do gênero, idade, raça, religião ou orientação sexual, todos se sentem bem-vindos e inclusos.

O clube não irá se pronunciar mais até que a investigação seja concluída”.

African and proud😀 #alhamdulillahforeverything 🙌🏿🙌🏿🙌🏿

Uma publicação compartilhada por Cheikhou Kouyate🦁👑🦁 (@roilionpapis8) em

Depois do ocorrido, o meio-campista senegalês do West Ham, Cheikhou Kouyate, postou no Instagram uma foto com a legenda 'Africano e orgulhoso'.

A Federação Inglesa (FA) abriu uma investigação sobre o caso, enquanto a Associação de Jogadores Profissionais (PFA) elogiou a resposta rápida do West Ham aos comentários.

- A PFA condena fortemente essa visão e não tem lugar para elas no futebol. A ação rápida de West Ham United é encorajadora e nós confiamos que eles irão lidar com isso para manter a posição do futebol em todos os assuntos de igualdade e anti-racismo.