Elkeson

Elkeson disse que quer retribuir o carinho que recebeu do povo chinês (Foto: Reprodução)

LANCE!
21/08/2019
13:08
Xangai (CHI)

O treinador da China, Marcelo Lippi, divulgou, nesta quarta-feira, a lista dos 35 nomes para integrar a seleção. Entre eles está o atacante Elkeson. Dono de passaporte chinês, o brasileiro entra nos planos de Lippi para os confrontos contra Maldivas e Guam, pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. Com isso, o atleta passa a ter um novo nome, de origem chinesa: Ai Kesen.

- Quero retribuir todo o carinho que o povo chinês me deu nesses sete anos. Me sentia à vontade na China, como se tivesse nascido no país. Foi aí que chegou até mim uma possibilidade desafiadora, mas que me deixou com a certeza de que seria o próximo passo a ser dado. A volta para o Guangzhou Evergrande, time que abriu as portas do país para mim, e a naturalização, para que eu ajude a seleção chinesa a disputar mais uma Copa do Mundo. Hoje, comunico a todos que, oficialmente, embarquei nesse desafio - escreveu o jogador em seu 'Instagram'.

Maior artilheiro da história do Campeonato Chinês, Elkeson se torna o primeiro jogador sem ancestrais chineses a ser convocado para a seleção. O atacante renunciou à nacionalidade brasileira e vai encarar um novo desafio.

- Abri mão da minha nacionalidade para tentar retribuir todo o carinho que recebo aqui desde a minha chegada. Estou muito animado e empolgado. Conto com a torcida de vocês. Forte abraço, Ai Kesen - finalizou.