Romarinho - Al Ittihad

Romarinho tem se destacado no exterior e marcou dois gols no Mundial de Clubes de 2017 pelo Al Jazira (Divulgação)

Leonardo Damico
26/07/2019
09:05
Jeddah (SAU)

Desde o segundo semestre de 2014 fora do Brasil, quando o Corinthians o vendeu para o El Jaish, o atacante Romarinho vem se destacando no exterior. Autor do gol da primeira partida da final da Libertadores em 2012 pelo time paulista, o jogador de 27 anos conversou com o LANCE! e relembrou o grande momento. Hoje no Al Ittihad, o atleta também falou sobre as temporadas no exterior e uma possível volta ao Brasil.

Temporadas no El Jaish (QAT)
Após se destacar pelo Corinthians no primeiro semestre de 2014, Romarinho despertou o interesse do El Jaish que o comprou por 8 milhões de euros (cerca de R$ 23,4 milhões na cotação da época). Mesmo atuando pela primeira vez fora do país, o atacante demostrou rápida adaptação e marcou 21 gols em 31 partidas na primeira temporada com o clube do Qatar.

Na segunda temporada pelo time qatari, Romarinho manteve a boa fase e balançou as redes 20 vezes em 38 partidas, contabilizando também sete assistências. Foi nesta temporada também, que o atacante conquistou seu primeiro título no país, levantando a Copa do Qatar. Na última época pela equipe, o jogador marcou 21 gols e deu três passes para gol em 33 jogos.

- No início teve a questão da adaptação, sim, por conta da língua, clima diferente, cultura, mas para mim até que foi tranquilo. Quando as coisas dão certo dentro de campo a parte de fora fica mais fácil de lidar. Consegui fazer boas temporadas, com gols, e tudo fluiu muito bem - disse Romarinho, que emendou:

- O tempo no El Jaish foi muito bom, na minha primeira experiência no país. No começo é um pouco complicado, mas consegui me acostumar até que rápido e foram três anos muito bons. Fizemos boas campanhas nas competições, conquistamos um título e recebi grande carinho dos torcedores - completou o atacante ao L!

Romarinho (El-Jaish)
Romarinho atuou por três anos no El Jaish (Divulgação/El-Jaish)

Período no Al Jazira e Al Ittihad
Depois de uma passagem bem sucedida pelo Qatar, o jogador se transferiu para os Emirados Árabes, onde acertou com o Al Jazira. No clube árabe, o jogador também teve bom desempenho, marcando 17 gols em 42 partida, somando também 11 assistências. Foi no Al Jazira onde Romarinho disputou o Mundial de Clubes de 2017, onde balançou as redes duas vezes, sendo uma delas na semifinal contra o Real Madrid.

- O Al Jazira é um grande clube dos Emirados, está entre os maiores. Lá eles têm um grande carinho com os brasileiros, pois muitos já atuaram no clube. Eles nos tratam muito bem e nos dão todo o suporte para pensar apenas em jogar futebol. Estive apenas um ano lá, mas foi bem gratificante e uma passagem marcante na minha carreira, já que pude disputar o Mundial de Clubes - comentou o atacante.

Um ano depois de assinar com o Al Jazira, o jogador de 27 anos foi contratado pelo Al Itthad, clube que ainda defende na Arábia Saudita. Na última temporada, primeira com a equipe saudita, Romarinho seguiu com a boa fase e marcou 18 gols em 41 partidas, contribuindo também com três assistências. O atleta revelou que, assim como o time, teve algumas dificuldades no início, mas encerrou bem a época.

- Temos um time bom e tradicional no país. Infelizmente, acabamos não fazendo uma grande temporada, mas terminamos muito bem. O início não foi legal, mas depois melhoramos e conseguimos finalizar em alta. Eu também me vi um pouco assim, com algumas dificuldades no começo, mas depois as coisas aconteceram, os gols saíram e fui feliz. A expectativa agora é a melhor possível, de fazer um bom ano, em busca dos títulos - disse o jogador.

Romarinho - Al Jazira
Atacante jogou por um ano em 2017/18 no Al Jazira  (Reprodução)

Gol contra o Boca e volta ao Brasil
Um dos momentos mais marcantes da carreira de Romarinho aconteceu há sete anos, quando o Corinthians disputava a final da Libertadores contra o Boca Juniors. Contratado naquele mesmo ano (2012), o jogador, que havia se destacado pelo Bragantino, saiu do banco de reservas para marcar o gol do time paulista no jogo de ida da decisão. Romarinho entrou aos 38 minutos do segundo tempo, e aos 39, balançou as redes na Bombonera, empatando a partida em 1 a 1. Na volta, no Pacaembu, o Corinthians conquistou o título vencendo o jogo por 2 a 0.

- Com certeza é um momento marcante da minha carreira, que nunca vai sair da minha cabeça. E acredito que também não vai sair nunca da cabeça dos corintianos (risos). Recebo muitas mensagens e muito carinho por conta desse gol e, consequentemente, do título que conseguimos. Ali eu entrei já no final, mas muito confiante. Tive a chance e consegui marcar. Nem eu acredito direito e o pessoal ali falava isso, que não tinha como ter dimensão do que aconteceu - relembrou o atacante.


Há quase cinco anos fora do Brasil, o jogador pensa em voltar a atuar nos gramados nacionais. Por aqui, além de Corinthians e Bragantino, Romarinho já vestiu as camisas do Desportivo Brasil-SP, São Bernardo e Rio Branco-SP. No início de 2019, o Corinthians tentou repatriar o atacante, mas a negociação não se concretizou. O atacante, que ainda tem vínculo com o Al Ittihad até 2021, revelou que os sauditas não costumam facilitar as vendas.

- Pretendo voltar ao Brasil, sim, mas tenho ainda mais dois anos de contrato aqui. Então é algo que não tem como pensar ainda. Recentemente teve a questão do Corinthians, que acabou sendo pública, tentando a contratação. Mas o pessoal aqui não costuma vender fácil, até porque investiram um alto valor para que eu viesse. Mas tudo no seu tempo e o momento agora é de pensar em fazer uma grande temporada no Al Ittihad - finalizou Romarinho.

Romarinho - Boca x Corinthians (Foto: Eduardo Viana)
Gol de Romarinho na final da Libertadores em 2012 (Eduardo Viana)