LANCE!
17/01/2018
19:52
Paris (FRA)

O PSG mostrou mais uma vez um futebol envolvente no Campeonato Francês. Sem diminuir o ritmo, a equipe aplicou uma sonora goleada no Dijon, por 8 a 0. Destaque para Neymar, que marcou quatro vezes. Di María (2), Cavani e Mbappé completaram o massacre no Parque dos Príncipes. Com seu gol, o uruguaio igualou-se a Ibrahimovic como maior artilheiro da história do clube.

O show em Paris deixou o PSG com 66 gols marcados em 21 partidas, média de mais de três por partida. Além disso, abriu 11 pontos de diferença na liderança para o agora segundo colocado Lyon: 56 a 45. Já o Dijon soma 25, na 11ª posição.


O PSG mostrou todo o seu poderio em campo contra o frágil Dijon, apesar de poupar cinco titulares. Daniel Alves, Thiago Silva, Kurzawa, Rabiot e Mbappé ficaram no banco de reservas.

O time de Paris deu um verdadeiro show. E o placar foi construído com golaços. O primeiro saiu dos pés de Di María. Após toque de calcanhar de Lo Celso, o camisa 11 acertou lindo chute de fora da área, no ângulo, sem chances para Reynet.

Neymar - PSG x Dijon
Neymar fez quatro gols (Foto: Christophe Archambault / AFP)

O gol com três minutos fez o jogo do PSG fluir com naturalidade. Tranquilo em campo e com o trio ofensivo jogando por música, o segundo sairia em questão de tempo. E não demorou muito. Aos 14, Lo Celso roubou a bola e Cavani ficou com a sobra. O uruguaio rolou, Neymar entrou sozinho e tocou na saída do goleiro. Di María, que acompanhava o lance, apenas tocou para a rede.

O Dijon não tinha forças para sair e via a marcação forte do rival surtir efeito. Tanto que os anfitriões chegaram ao terceiro aos 20 minutos. E foi histórico. Após cruzamento de Di María, Cavani tocou de cabeça no canto de Reynet. Foi o 156º gol do uruguaio pelo clube, igualando-se a Ibrahimovic como maior artilheiro da história do PSG.

A larga desvantagem desanimou de vez o Dijon, que apenas tentava não ceder mais gols ao PSG. Mas a missão era difícil e não foi cumprida à risca. No fim da etapa inicial, Neymar fez outro lindo gol, desta vez de falta, deixando Reynet vendido.

O PSG seguiu com posse de bola no segundo tempo, esperando uma brecha para ampliar o marcador. A equipe abusava dos toques rápidos, mas sem objetividade. Mas se aproveitou de bobeada da defesa adversária para chegar ao quinto. Berchiche cruzou para Cavani, mas Yambere, no caminho, cortou mal e deixou à feição para Neymar guardar. O brasileiro quase fez o seu terceiro logo em seguida, mas Reynet saiu bem.

Reynet - PSG x Dijon
Reynet fez boas defesas e levou 8 gols (Foto: Christophe Simon / AFP)

Neymar estava endiabrado. Todo lance de ataque do PSG passava pelos pés do brasileiro. Em um deles, ele arrancou da esquerda, livrou-se dos marcadores, entrou na área e bateu colocado. Um golaço. O Dijon não tinha forças nem para defender. Em outra arrancada do camisa 10, ele acionou Mbappé. O jovem francês, que entrara na vaga de Di María, fez o sétimo. 

No fim, o PSG ainda chegou ao oitava de pênalti. Cavani foi derrubado na área. Neymar, pela quarta vez na partida, foi às redes, sacramentando a gigantesca goleada no Parque dos Príncipes.