Raphael Claus

Raphael Claus é um dos brasileiros que estará na Copa do Mundo 2022 (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

LANCE!
19/05/2022
09:43
Zurique (SUI)

A Fifa divulgou nesta quinta-feira a lista da arbitragem para a Copa do Mundo de 2022. A relação conta com 36 árbitros, 69 assistentes e 24 árbitros de vídeo. Entre eles, estão sete brasileiros e, pela primeira vez, seis mulheres vão atuar na competição mundial.

+ Tite diz que levaria Veiga e Hulk para Copa, mas questiona: 'Quem sairia?'

Os brasileiros que foram relacionados para a Copa do Mundo são: Raphael Claus e Wilton Pereira Sampaio, como árbitros; Neuza Back, Bruno Boschilia, Rodrigo Figueiredo, Bruno Pires e Danilo Simon, como árbitros assistentes.

A entidade máxima do futebol reforça os critérios utilizados para a seleção da comissão de arbitragem da Copa do Mundo. Os árbitros farão, no verão europeu, um treinamento intenso antes da disputa do mundial.

- Como sempre, o critério que usamos é 'qualidade em primeiro lugar' e os árbitros selecionados representam o mais alto nível de arbitragem mundial - disse o presidente do Comitê de Arbitragem da FIFA, Pierluigi Collina.

A Copa do Mundo no Qatar começa no dia 21 de novembro. Os grupos já estão definidos e a Seleção Brasileira vai enfrentar nesta primeira fase as equipes da Sérvia, Suíça e Camarões.

Boca x River - árbitro Wilton Pereira Sampaio
Wilton Pereira Sampaio é outro brasileiro a apitar jogos da Copa do Mundo 2022 (Foto: AFP)

VEJA OS ÁRBITROS SELECIONADOS POR PAÍS

África do Sul - Victor Gomes (árbitro); Zakhele Siwela (assistente).

Alemanha - Daniel Siebert (árbitro); Jan Seidel e Rafael Foltyn (assistente); Bastian Dankert e Marco Fritz (árbitro de vídeo).

Angola - Jerson Dos Santos (assistente).

Argélia - Mustapha Ghorbal (árbitro); Abdelhak Etchiali e Mokrane Gourari (assistentes).

Argentina - Fernando Rapallini e Facundo Tello (árbitros); Juan Pablo Belatti, Ezequiel Brailovsky, Gabriel Chade e Diego Bonfá (assistentes); Mauro Vigliano (árbitro de vídeo).

Austrália - Chris Beath (árbitro); Ashley Beecham e Anton Shchetinin (assistentes); Shaun Evans (árbitros de vídeo).

Brasil - Raphael Claus e Wilton Pereira Sampaio (árbitros); Neuza Back, Bruno Boschilia, Rodrigo Figueiredo, Bruno Pires e Danilo Simon (assistentes).

Camarões - Elvis Noupue (assistente).

Canadá - Drew Fischer (árbitro de vídeo).

Chile - Julio Bascunan (árbitro de vídeo).

China - Ning Ma (árbitro); Yi Cao e Xiang Shi (assistentes).

Cingapura - Muhammad Bin Jahari (árbitro de vídeo)

Colômbia - Nicolas Gallo (árbitro de vídeo).

Costa Rica - Juan Carlos Mora (assistente)

Egito - Mahmoud Abouelregal (assistente)

Emirados Árabes Unidos - Abdulla Mohammed Mohammed (árbitro); Mohamed Alhammadi e Hasan Almahri (assistentes).

Eslovênia - Slavko Vincic (árbitro); Tomaz Klancnik e Andraz Kovacic (assistentes).

El Salvador - Ivan Barton (árbitro).

Espanha - Antonio Mateu (árbitro); Pau Cebrian e Roberto Diaz (assistentes); Ricardo De Burgos, Alejandro Hernandez e Juan Martinez (árbitros de vídeo).

Estados Unidos - Ismail Elfath (árbitro); Kyle Atkins, Kathryn Nesbitt e Corey Parker (assistentes); Armando Villarreal (árbitro de vídeo).

França - Stephanie Frappart e Clement Turpin (árbitros); Nicolas Danos e Cyril Gringore (assistentes); Jerome Brisard e Benoit Millot (árbitros de vídeo).

Gâmbia - Bakary Gassama (árbitro).

Guatemala - Mario Escobar (árbitro).

Holanda - Danny Makkelie (árbitro); Jan De Vries e Hessel Steegstra (assistentes); Paulus Van Boekel (árbitro de vídeo).

Honduras - Said Martinez (árbitro); Walter Lopez (assistente)

Inglaterra - Michael Oliver e Anthony Taylor (árbitros); Simon Bennett, Gary Beswick, Adam Nunn e Stuart Burt (assistentes).

Irã - Alireza Faghani (árbitro); Mohammadreza Abolfazli e Mohammadreza Mansouri (assistentes).

Itália - Daniele Orsato (árbitro); Ciro Carbone e Alessandro Giallatini (assistentes); Massimiliano Irrati e Paolo Valeri (árbitro de vídeo).

Japão - Yoshimi Yamashita (árbitro).

Lesoto - Souru Phatsoane (assistente).

Marrocos - Redouane Jiyed e Adil Zourak (árbitros de vídeo).

México - Cesar Ramos (árbitro); Alberto Morin, Karen Diaz Medina e Miguel Hernandez (assistentes); Fernando Guerrero (árbitro de vídeo).

Moçambique - Arsenio Marengule (assistente)

Nova Zelândia - Mark Rule (assistente).

Peru - Kevin Ortega (árbitro); Michael Orue e Jesus Sanchez (assistentes).

Polônia - Szymon Marciniak (árbitro); Tomasz Listkiewicz e Pawel Sokolnicki (assistentes); Tomasz Kwiatkowski (árbitro de vídeo).

Qatar - Abdulrahman Al Jassim (árbitro); Taleb Al Marri e Saoud Ahmed Almaqaleh (assistentes); Al Marri Abdulla (árbitro de vídeo).

República Dominicana - Raymundo Helpys Feliz (assistente)

Romênia - Istvan Kovacs (árbitro); Mihai Artene e Vasile Marinescu (assistentes).

Ruanda - Salima Mukansanga (árbitro).

Senegal - Maguette Ndiaye (árbitro); Djibril Camara e El Hadji Samba (assistentes).

Suriname - Zachari Zeegelaar (assistentes).

Trinidad e Tobago - Caleb Wales (assistente)

Uruguai - Andres Matias Matonte Cabrera (árbitro); Martin Soppi e Nicolas Taran (assistentes); Leodan Gonzalez (árbitro de vídeo).

Venezuela - Jesus Valenzuela (árbitro); Tulio Moreno e Jorge Urrego (assistentes); Juan Soto (árbitro de vídeo).

Zâmbia - Janny Sikazwe (árbitro).