Hassan Kaskins

Haskins (camisa 25) brilhou em um dos maiores clássicos do futebol americano universitário (Reprodução / Twitter / Michigan Football)

LANCE!
27/11/2021
21:15
Ann Arbor (EUA)

No grande clássico da Big Ten, #5 Michigan Wolverines (11-1) recebeu, na tarde deste sábado (27),  o rival #2 Ohio State (10-2). A partida foi realizada no Michigan Stadium, na gélida Ann Arbor, marcando mais uma edição do famooso “The Game”. Com uma partida espetacular de Hassan Haskins, os Wolverines saíram com a vitória por 42 a 27. Cade McNamara completou 13 de 19 passes para 159 jardas e uma interceptação. Haskins doutrinou nas trincheiras com 28 corridas para 169 jardas e cinco touchdowns. AJ Henning também chegou à end zone com uma corrida de 14 jardas.

CJ Stroud por muito pouco não chegou as 400 jardas (394) com 34 passes completos e dois touchdowns. TreVeyon Henderson foi o líder do jogo terrestre dos Buckeyes com 19 corridas para 75 jardas e um touchdown. Ele também fez uma recepção na end zone. O outro jogador a marcar seis pontos foi o wide receiver Garrett Wilson, com 10 recepções para 119 jardas.

O jogo
Os Wolverines começaram com tudo no caldeirão em Ann Arbor. Hassan Haskins foi dominante na campanha com duas conversões cruciais de terceira descidas: a primeira para 16 jardas e a outra para 17 colocando a bola na linha de 14. Depois, AJ Henning no motion, vindo da direita, recebeu a bola de McNamara virou a esquina e disparou para a end zone: 7 a 0.

Depois de um ótimo punt de Jake Moody, os Buckeyes começaram sua campanha inaugural contra a parede e rapidamente devolveram a posse. Henning fez um ótimo retorno para Michigan até a linha de 39 do campo de ataque. McNamara acertou um torpedo de 24 jardas para Roman Wilson na linha de 15. Em seguida, o quarterback dos Wolverines acaboui interceptado em um nova tentativa de passe em profundidade. Bryson Shaw capturou o lançamento na end zone com uma bela leitura da trajetória da bola. 

Os Buckeyes marcharam o campo com ótimas conquistas nas trincheiras de TreVeyon Henderson, que chegou a ganhar 28 jardas de avanço até a linha de 21 do campo de ataque, e também com Miyan Williams. Porém, um dos principais prospectos do próximo draft, Aidan Hutchinson, em uma terceira para o goal na linha de 8 jardas, engoliu CJ Stroud forçando Ohio State a ir para o field goal de 31 jardas com Noah Ruggles: 7 a 3.

Os ataques deram uma pequena queda de produção no começo do segundo quarto, com três punts. Mas, Ohio State com CJ Stroud apareceu muito bem, primeiro com um passe de 23 jardas para Jaxon Smith-Njigba até a linha de 25. Em seguida, o quarterback acertou um lindo passe no canto da end zone para Garrett Wilson virar o clássico da Big Ten na gelada Ann Arbor: 10 a 7.

Michigan contra-atacou na mesma moeda. Desta vez com a campanha mais longa do jogo: 13 jogadas, 82 jardas e 5:21 no play clock. O time da casa intercalou corridas curtas e algumas tentativas de passe, uma em especial foi chave. McNamara conectou um passe de 37 jardas para Cornelius Johnson, que fez a recepção na linha de duas jardas. Depois, na segunda tentativa, Hassan Haskins pulou para a virada dos Wolverines: 14 a 10. Antes do fim do primeiro tempo, os Buckeyes descontaram com o field goal de 30 jardas de Noah Ruggles: 14 a 13.

A equipe da casa ampliou a vantagem com uma primeira campanha do segundo tempo relâmpago. Blake Corum, com duas corridas explosivas para um total de 68, chegou num piscar de olhos na red zone de Ohio State. Depois, Haskins contando com bons bloqueios contornou a esquina para anotar seu segundo touchdown da tarde: 21 a 13. Michigan aproveitou novo punt dos Buckeyes para atacar mais uma vez. O quarterback reserva, JJ McCarthy, completou um passe de 31 jardas para Roman Wilson colocando o ataque já no campo do adversário.

Depois, McNamara acertou Mike Sainristil para mais 34 jardas até a linha de 7. O clássico pegou fogo com uma confusão generalizada envolvendo os dois lados após uma falta antidesportiva cometida por Cameron Bown, dos Buckeyes. Com a bola em jogo novamente, Hassan Haskins apareceu para fazer sua terceira viagem à end zone colocando 28 a 13 no marcador.

Ohio State quase se complicou novamente ao chegar no campo ofensivo. Aidan Hutchison conseguiu seu segundo sack em cima de CJ Stroud para perda de cinco jardas. Na jogada seguinte, Miyan Williams teve uma corrida negativa de -4 jardas colocando os Buckeyes numa situação complicada de terceira para 19 jardas. Porém, Stroud soltou o braço e acertou um canhão de 26 jardas para Smith-Njigba, que avançou para o first down na linha de 21. O ataque visitante continuou a conquista de território até anotar o touchdown, com TreVeyon Henderson em uma corrida curta, já no início do último quarto: 28 a 20.

O jogo terrestre dos Wolverines fez estrago novamente com seu principal jogador no “The Game” dessa temporada: Hassan Haskins. Porém, Ohio State cometeu um offside e uma interferência no passe em duas terceira descidas cruciais na campanha, o que manteve a equipe de Jim Harbaugh em campo. Por fim, Haskins fez sua quarta descida na end zone com uma corrida curta de duas jardas: 35 a 20.

Os Buckeyes ainda conseguiram um respiro no clássico, abaixando a diferença mais uma vez para oito pontos. CJ Stroud tirou Ohio State de um buraco gigantesco após o jogador de linha Petit-Frere cometer um holding. Atrás no placar, Ryan Day foi para a quarta descida e a escolha deu certo. Stroud no screen acionou TreVeyon Henderson para o touchdown: 35 a 27. O wide receiver se tornou o calouro com o maior número de touchdowns na história do programa.

Mas Haskins resolveu acabar com o jogo com uma campanha que só ele foi acionado. O camisa 25 correu para um total de 63 jardas, com direito a uma conquista de 27 em um pulo espetacular por cima da marcação do defensor de Ohio State, anotando o touchdown: 42 a 27. A defesa dos Wolverines apareceu para garantir a vitória do time da casa com um sack de David Ojabo para perda de 13 jardas, lance que colocou um ponto final em um dos maiores clássicos do College Football.