Parris Lee tem rodagem fora do país e vai colocar seu jogo a serviço do Galo Fa

Parris Lee tem rodagem fora do país e vai colocar seu jogo a serviço do Galo Fa-(Divulgação/Galo FA)

Daniel Abreu- Valinor Conteúdo
23/10/2021
17:56

Com a volta dos esportes aos poucos em Minas, o futebol americano tomou partido e está voltando as atividades. Juntamente deste retorno, teremos o início da temporada onde quatro das principais equipes mineiras participarão. Galo FA, Cruzeiro FA, Golden Lions e Nova Serrana Forgeds travarão confrontos em busca do primeiro título da temporada que se inicia em novembro. Com o retorno, as equipes se fortificaram com atletas que já tiveram participação no exterior e retornaram para agregar valor as equipes mineiras.

No currículo de alguns atletas, é possível notar grandes atuações no exterior tendo diversas participações importantes. O RB do Galo FA, Parris Lee, por exemplo é um grande atleta que coleciona passagens pelo mundo. Natural de Nova York (EUA) o atleta já atuou em seu país natal, Sérvia, Itália e atualmente no Brasil.

O atleta venceu os prêmios de MVP do Brasil Bowl IX (2018), da final da Conferência Sudeste (2019) e do BFA Elite (2018). A equipe alvinegra conta também com o estado-unidense Oshay Dunmore para a temporada que jogou pela Universidade de Southern Oregon, onde vivenciou grandes partidas. Antes de ser selecionado pela equipe, o atleta havia sido campeão estadual pela equipe de Newport onde atuou antes de entrar para o nível superior.

Outra equipe que estará presente no campeonato, é o Cruzeiro FA que conta com grandes nomes do cenário brasileiro para a disputa. A equipe conta com jogadores que já se aventuraram pelo mundo em busca de avançarem no esporte como por exemplo o jogador de linha ofensiva, Augusto “Bus” Oliveira, que atuou na AFL, uma das ligas canadense onde alguns jogadores de expressão já passaram.

O jogador atuou também no mundial em Ohio (2015). A equipe celeste conta também com um grande reforço devida a sua experiência que é Igor Mota, atleta que também atuou pelo mundial de Ohio (2015) sendo o único brasileiro a ser selecionado para a seleção do mundo da IFAF. O atleta tem vasta experiência e atua no cenário desde 2004 sendo sua primeira convocação em 2007 juntamente do início da seleção brasileira.

Seguindo para as duas equipes restantes, temos alguns jogadores experientes que não colecionam muitas premiações, mas que já atuaram externamente ao Brasil. Na equipe do Nova Serrana Forgeds, há dois nativos dos Estados Unidos que já atuaram veementemente pelo College. Além destes dois atletas, a equipe conta com Roberto Schor e Humberto Silva que já vieram a atuar nas ligas Alemãs e Irlandesas. Pablo Blanch, atuou na Espanha, dando um toque interncional ao time.  Já a equipe do Golden Lions não conta com jogadores que obtenham experiencia no exterior, e a aposta ficará para os “pratas da casa”.

Seguindo neste pensamento, basta saber se toda essa experiência reunida entrará em campo ou se os novos atletas irão brilhar mais que os velhos conhecidos do cenário brasileiro. A única certeza é de que teremos uma grande disputa em busca do título da MGFL Hinova que abre a temporada mineira para o futebol americano depois deste período da pandemia que ainda acontece e merece atenção dos fãs.