Montagem Cláudio Castro e Sasha Rodrigues

Sacha Rodrigues faz apelo ao governador do Rio (Divulgação; Divulgação/Marcos Queiroz)

Ricardo Guimarães
10/03/2021
17:04
Rio de Janeiro (RJ)

Neto de Nelson Rodrigues e sobrinho-neto de Mário Filho, o ator Sacha Rodrigues foi outro membro da família a comentar sobre o caso da mudança de nome do Maracanã, que atualmente se chama Mário Filho, para Edson Arantes do Nascimento - Rei Pelé. Mário Neto, neto do homenageado, também falou ao LANCE!  e criticou a votação em caráter de urgência na Alerj.

Sacha Rodrigues, que interpreta o avô no teatro, afirmou que os deputados estão criando uma polarização desnecessária entre dois nomes que foram muito importantes para o crescimento do futebol brasileiro: Pelé, dentro dos gramados, e Mário Filho, jornalista que foi dono do 'Jornal dos Sports' e lutou pela construção do Maracanã para a Copa do Mundo de 1950 nas condições que julgava mais apropriada - na região do Maracanã e com capacidade para mais de 100 mil torcedores. O estádio no formato como foi criado, recebeu a alcunha de 'Maior do Mundo' e ficou famoso no mundo todo.

'Mário Filho e Nelson Rodrigues deveriam ser ensinados na escolas, os lances do Pelé a gente aprende na escola da vida. É muito triste!'

- Sacha Rodrigues

- Essa possível mudança de nome no estádio é mais um dos absurdos que estamos vivendo nos dias de hoje. Como se nosso povo não tivesse problemas maiores. Tanta coisa séria em meio a essa pandemia. Com tanta gente morrendo... E eles pensam em mudar nome de estádio. Estão criando uma polarização Pelé x Mário Filho que não tem nenhum sentido por tentar mudar a história. Pelé merece todas as homenagens, mas não essa. Maracanã é Mário Filho. Meu tio-avô batalhou pela construção do estádio onde é. O maior do mundo na época - disse ele, que completou criticando as obras no estádio que modificou a estética pensada pelo tio-avô e diminuiu a capacidade para cerca de 70 mil pessoas.

- Estádio esse que foi mutilado nas obras para a Copa de 2014. Obras as quais o busto do Mário Filho que ficava no hall dos elevadores sumiu, ninguém sabe que fim levou. Mário Filho criou os Jogos da Primavera (antigo intercolegial) inventou o que conhecemos hoje como o desfile das escolas de samba, patrocinados pelo Jornal dos Sports. Mário Filho e Nelson Rodrigues deveriam ser ensinados na escolas, os lances do Pelé a gente aprende na escola da vida. É muito triste!

Do busto de Mário Filho só ficou o pedestal (Foto: Igor Siqueira)
Do busto de Mário Filho no Maraca só ficou o pedestal (Foto: Igor Siqueira)

Sacha destacou as mensagens de apoio que vem recebendo e fez um apelo ao governador em exercício do Rio, Cláudio Castro, que tem o poder de vetar ou ratificar a decisão dos deputados. Para o ator, um veto coloca o governante 'no lado certo da história'.

'Não deveria estar acontecendo agora durante a pandemia. Tem coisas mais sérias (...) Cláudio Castro está com a oportunidade de entrar para a história da maneira certa. Não sancionando esse absurdo.'

- Sacha Rodrigues

- É tão louco a coisa que 90% das pessoas que falam comigo são contrarias. A uma mobilização contraria a essa mudança. Não deveria estar acontecendo agora durante a pandemia. Tem coisas mais sérias acontecendo. Assustador os tempos em que vivemos. Me permito, através dessa oportunidade, de mandar um recado para o governador Cláudio Castro: Não sancione está lei. Cláudio Castro está com a oportunidade de entrar para a história da maneira certa. Não sancionando esse absurdo. É um favor que ele faz aos próprios deputados. Impedindo os deputados de entrarem para a história da maneira torta. Que o governador tenha muita luz nesse momento e perceba o clamor popular para que o estádio do Maracanã continue sendo estádio Mário Filho.

Sacha Rodrigues como Nelson Rodrigues
Sacha interpreta o avô no teatro (Foto: Divulgação/Marcos Queiroz)