Emelec x Flamengo

Rafinha não rendeu atuando mais avançado, nesta quarta-feira (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

LANCE!
25/07/2019
00:56
Guayaquil (EQU)

O Flamengo deixa o Equador com um longo caminho a percorrer se quiser seguir na Libertadores.  Na noite desta quarta-feira, o Rubro-negro acabou derrotado por 2 a 0 pelo Emelec, no Equador, em uma partida que gerou muitas críticas ao português Jorge Jesus. O treinador escalou Rafinha aberto pela direita na linha de meio-campo, com Rodinei na lateral, estratégia que não funcionou durante o confronto. 

Contrariando a teoria de que atuou improvisado, o jogador disse, após a partida, que já havia desempenhado a função na época em que atuava pelo Bayern de Munique-ALE, seu ex-clube. Ao analisar o duelo, vencido pelos equatorianos, o atleta de 33 anos não condenou o desempenho da equipe carioca. 

- A verdade é que eu já joguei nessa posição outras vezes, no Bayern. Não concordo que foi uma atuação ruim nossa. Se você vir bem, tiveram dois chutes no gol, o primeiro teve sorte, o segundo desviou no Renê. É complicado, incrível ver como eles seguram o jogo, a bola sai, o goleiro segura tanto tempo, toda jogada para alguns minutos - disse o atleta, que mostrou confiança na virada do Flamengo no Maracanã: 

- O 2 a 0 claro que não é o resultado que a gente queria, mas está aberto, temos totais chances de virar esse placar e temos certeza de que vamos virar
Quero dizer que nosso time está inteiro, temos totais condições de reverter no Maracanã, é o que vamos fazer. 

Com a derrota fora de casa, o Flamengo terá que vencer por três gols de diferença para se classificar - o jogo de volta, no Maracanã, acontece na noite na próxima quarta-feira, quando será decidido o classificado às quartas de final da Conmebol Libertadores. Caso os cariocas vençam por 2 a 0, a decisão da vaga será nos pênaltis. Antes, no domingo, o Rubro-Negro volta a campo pelo Campeonato Brasileiro - também no Maracanã, fazendo o clássico carioca da rodada com o Botafogo.