O Cruzeiro espera receber ajuda do seu torcedor para quitar débitos  na FIFA

A Raposa quer evitar mais punições na entidade, que já retirou seis pontos do clube azul na Série B deste ano-(Divulgação/FIFA)

Valinor Conteúdo
05/07/2020
16:25
Belo Horizonte

A campanha “Operação FIFA”, lançada pelo Cruzeiro na última sexta-feira, 3 de julho, tem conseguido o engajamento do torcedor. Até o momento já ultrapassou a marca de R$ 270 mil em doações dos cruzeirenses.

A “Operação Fifa”, que pode ser acessada pela plataforma Meep Donate, parceira do clube e responsável pela logística e arrecadação. Já foram contabilizados R$ 270.310,30, doados por 8.106 pessoas.

O que pode impulsionar ainda mais as arrecadações é a possibilidade de contribuir com boleto bancário, além do cartão de crédito. A Meep Donate abriu esse item do serviço, atendendo vários pedidos dos torcedores. Os recursos da campanha ficarão 100% com o Cruzeiro, sem taxa de serviço cobradas pelo site.

- Tenho recebido muitos contatos de torcedores querendo ajudar o Cruzeiro. E todos sabem que entre os nossos maiores problemas hoje estão as dívidas com a FIFA, que impactam diretamente na vida do Clube. Quem puder doar, participe, pois isso será muito importante para o Cruzeiro. A Operação Fifa terá esta primeira fase lançada agora, e futuramente vamos divulgar mais ações nas quais o torcedor poderá participar para ajudar o Cruzeiro-disse Sérgio Santos Rodrigues.

A pressa do Cruzeiro em ter outras fontes de receitas para arcar com dívidas na FIFA é pelas duas ordens de pagamento recebidas na última terça-feira, 23, referentes a débitos nas aquisições de Rafael Sóbis, junto ao Tigres-MEX, e Pedro Rocha, vindo do Spartak-RUS.

O total das duas pendências supera os R$ 14 milhões e devem ser quitadas em 15 de julho e 6 agosto respectivamente, para evitar que o clube fique sem poder registrar jogadores. Não há risco de perda de pontos, como ocorreu no caso do volante Denílson, negócio de 2016 com o Al Wahda, dos Emirados Árabes, que tirou seis pontos da Raposa na Série B deste ano.A frente aberta pela Raposa para sanar os débitos visa eliminar o montante de R$ 81,4 milhões que o clube terá de pagar a credores na FIFA.